19/10/2014
Benfica conquista Supertaça
Encarnados superam Galitos em Albufeira

A época do SL Benfica é para já de sucesso absoluto, já que depois do triunfo alcançado no passado fim-de-semana, no Troféu António Pratas, os encarnados conquistaram, em Albufeira, a Supertaça Masculina frente ao Galitos do Barreiro (82-63). A equipa liderada por Carlos Lisboa ganhou vantagem durante o 2º período do jogo, disparando em definitivo no resultado no recomeço da etapa complementar. A eficácia no lançamento de longa distância, os contributos vindos do banco, e a rotação dos jogadores efetuada pelo técnico Carlos Lisboa ditou a diferença entre as duas equipas. O Galitos não conseguiu manter o domínio exibido nos primeiros 10 minutos, se bem que tenha sentido dificuldades para acompanhar o ritmo imposto pelos benfiquistas, e a estratégia defensiva delineada tenha caído por terra pela pontaria demonstrada pelos jogadores exteriores do Benfica.

 

Ao melhor inicio dos benfiquistas (5-0) respondeu a equipa liderada por Carlos Caetano, ultrapassando algum nervosismo e passividade ofensiva que revelava nos seus movimentos ofensivos. A defesa da equipa do Barreiro, 10 pontos sofridos no 1º período, e a liderança de Miguel Minhava, valiam o comando do jogo por diferenças que chegaram a ser superiores a 10 pontos. No final do quarto inicial a formação da margem sul do Tejo vencia por 18-10, um parcial que demonstrava bem o ascendente dos jogadores do Galitos.

 

Até ao intervalo, as situações de tiro criadas pelo ataque benfiquista passaram a ser coroadas de êxito, e Carlos Lisboa “descobria” no banco as soluções ofensivas para ultrapassar a baixa eficácia no tiro exterior. Carlos Ferreirnho e Diogo Carreira mexeram no jogo, trouxeram qualidade e pontos aos movimentos ofensivos do Benfica, enquanto que do lado oposto a rotação do banco feita por Carlos Caetano colocava a nu a diferença na profundidade dos dois planteis.

 

Os triplos começavam a cair, a defesa era mais intensa, o Galitos sentia mais dificuldades para encontrar o caminho do cesto, desunia-se e começava a faltar discernimento e disciplina tática para tentar ultrapassar a boa defesa encarnada. O Benfica conseguiu não só a reviravolta no marcador, como construiu uma pequena vantagem na segunda metade do 1º tempo (39-29).

 

No recomeço da etapa complementar, o conjunto do Barreiro continuava a apostar mais na proteção das áreas próximas do cesto, mas a eficiência dos jogadores exteriores do Benfica não baixava, pelo contrário, aumentava percentualmente. Andrade e Carreira continuavam a destacar-se nos lançamentos para lá da linha dos três pontos, pelo que foram decisivos para que a diferença pontual subisse para mais de 20 pontos no final do 3º período (64-43).

 

Não mais o Galitos conseguiria reentrar na discussão pelo troféu, com os dois técnicos a aproveitarem os últimos minutos do encontro para fazerem rodar as respetivas equipas.

 

O capitão Diogo Carreira, esteve perfeito neste jogo, converteu tudo que lançou, 4/4 de 2 pontos, 3/3 de 3 pontos e 6/6 da linha de lance-livre, para um total de 23 pontos. O ataque encarnado esteve muito bem na circulação da bola, sempre na procura de um extra passe, tendo encontrado muitas vezes Carlos Andrade (21 pontos, 10 ressaltos e 2 assistências) e Carlos Ferreirinho (16 pontos e 2 ressaltos) como soluções ideais para finalizar. Os dois em conjunto fizeram esquecer a ausência de Jobey Thomas nesta final. Quem também não participou no jogo foi o norte-americano Ronald Slay, que continua a recuperar de uma lesão no joelho.

 

O capitão Miguel Minhava (18 pontos, 9 ressaltos, 4 assistências e 2 roubos de bola) foi sempre um inconformado e bem lutou para que a equipa se mantivesse dentro do jogo. O norte-americano Benjamim Gresmer (14 pontos e 4 ressaltos) mostrou que é um atirador, e o seu compatriota Brian Clarke (10 pontos) evidenciou bons pormenores técnicos. Sem dúvida uma equipa com margem para evoluir e que neste encontro não contou com o base João Fernandes.



Autor: FPB
Fonte:


Imagens




Anexos


Último(s) comentário(s)




Conteúdos relacionados
Relações


Veja também:


PATROCINADORES E PARCEIROS
Parceiros Institucionais
Parcerias