10/05/2015
Benfica empata eliminatória
Supera Ovarense no 2º jogo das meias-finais

Depois da derrota averbada no 1º jogo da série, o SL Benfica apresentava-se este domingo ainda mais pressionado para vencer a Ovarense Dolce Vita, caso não quisesse complicar ainda mais a eliminatória. Os benfiquistas tiraram partido de um melhor inicio de 2ª parte, distanciaram-se no marcador, garantindo depois a vitória (89-79) que iguala esta ronda do playoff (1-1) entre encarnados e vareiros. A série muda-se agora para Ovar, onde a equipa da casa dispõe agora de dois jogos para tentar fechar a ronda a seu favor. Para recuperar o fator casa, o Benfica está obrigado a ganhar um jogo no norte, uma vez que se houver necessidade de disputar uma negra será disputada no Pav. Fidelidade, casa do Benfica, vencedor da fase regular.

 

Os primeiros 10 minutos tiveram ascendente do Benfica (16-12), se bem que do outro lado voltava  estar um adversário que dava sinais que vinha disposto a lutar por mais uma triunfo nesta eliminatória.

 

A equipa encarnada continuou a controlar a marcha do marcador, e embora não fosse por uma margem que permitisse relaxar o técnico Carlos Lisboa, sempre lhe permitia gerir o encontro. A meio do 2º período, a equipa das casa vencia por nove pontos (27-18), seguindo-se depois uma fase em que se sucediam os triplos nas duas tabelas, 3 para cada lado, pelo que a vantagem se mantinha inalterável (36-27).

 

A dois minutos do intervalo, a diferença subiu mesmo para os dois dígitos (38-27), mas seriam os vareiros a terminarem melhor a 1ª parte. O tiro de longa distância, mais dois nos últimos 30 segundos, voltou a ser a arma ofensiva utilizada, reduzindo para três pontos a diferença que os separava dos atuais campeões nacionais (39-42).

 

Começou melhor a equipa liderada por Carlos Lisboa, rapidamente chegou aos oito pontos de vantagem, mas seria Nuno Morais, ele que já tinha estado muito bem na 1ª parte (3/5 de 3 pontos), a cortar o bom momento dos benfiquistas com mais uma bomba de três pontos (49-44). Um lance que mereceu resposta imediata por parte dos encarnados, que com um parcial de 10-1 disparou em definitivo no comando do jogo (59-45). Thomas com mais um triplo repunha essa diferença (62-48), a mesma que se registava no final do 3º período (64-50).

 

A Ovarense só precisou de três minutos para fazer baixar a diferença pontual para a casa das unidades (67-58), cinco pontos consecutivos, mas seria mais um lançamento para da linha dos 6.75 metros, da autoria de Seth Doliboa, a restabelecer a confiança dos benfiquistas (70-58). A meio do último quarto, a diferença voltava aos catorze pontos de diferença (74-60), e a dois minutos do final subia para dezoito (81-63). O tempo já era escasso para correr atrás de um prejuízo tão grande, mas isso não impediu que a Ovarense batalhasse pelo melhor resultado possível até final dos 40 minutos.

 

Grande exibição de Cláudio Fonseca (27 pontos e 8 ressaltos), a dominar por completo nas áreas próximas do cesto, fazendo com que tenha sido o MVP do jogo com 31.5 de valorização. O norte-americano, Seth Doliboa (13 pontos, 3 ressaltos e 2 assistências) foi o 2º melhor marcador do Benfica, com alguns dos seus pontos a serem conseguidos em alturas importantes do jogo.

 

A dupla formada por Nuno Morais (21 pontos e 2 ressaltos) e Miguel Miranda (21 pontos e 7 ressaltos), esteve a muito bom nível, mas faltou mais gente, nomeadamente no jogo exterior para acompanhar este duo nas ações ofensivas da equipa.



Autor: Carlos Seixas
Fonte:


Imagens




Anexos


Último(s) comentário(s)




Conteúdos relacionados
Relações


Veja também:


PATROCINADORES E PARCEIROS
Parceiros Institucionais
Parcerias