Ovarense “mete a quinta” na Liga Betclic Masculina

Emblema vareiro na liderença isolada, FC Porto e Benfica também ainda invencíveis, Lusitânia regressa aos triunfos e Imortal sorri pela primeira vez

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3 Imagem de Destaque 4 Imagem de Destaque 5 Imagem de Destaque 6
Atletas | Competições
15 OUT 2022

A Ovarense Gavex continua em alta rotação na Liga Betclic Masculina, no comando isolado, depois de obter a quinta vitória em outros tantos jogos, agora na receção ao Esgueira Aveiro OLI. O FC Porto e o SL Benfica também seguem invencíveis, ao ganharem perante o primodivionário Sangalhos DC Boomerang e a UD Oliveirense, respetivamente. Já o SC Lusitânia Expert ultrapassou o CD Póvoa ESC Online, enquanto o Imortal LUZiGÁS conquistou o seu primeiro triunfo, no reduto do CAB Madeira. 

Num dérbi regional, a Ovarense deu continuidade à sua caminhada triunfal, agora graças a um resultado de 94-84 contra o Esgueira. A primeira parte foi muito equilibrada, com os donos da casa a chegarem ao intervalo com uma vantagem de dois pontos (41-39), mas no regresso dos balneários, com um parcial de 33-18, o conjunto vareiro “agarrou” a conquista dos dois pontos. Assistiu-se a uma boa eficácia da linha de dois pontos (64%-62%) por parte das duas equipas, numa partida que teve 21 triplos (11 da Ovarense e 10 do Esgueira). No capítulo individual, na Ovarense destacaram-se Jacoby Armstrong (27pts, 3/3 3P, 6/6 LL, 4res, 2rb, 1dl), Jordan Robertson (21pts, 5/6 2P, 3res, 5ast, 2rb), Brandon Peel (15pts, 4/4 LL, 7res, 1ast, 1dl) e Benjamin Okhotin (10pts, 3res, 1ast, 1rb, 1dl), ao passo que no Esgueira deram nas vistas Miguel Monteiro (21pts, 7/8 2P, 1res, 6ast, 2rb), Biniam Ghebrekidan (17pts, 3res), Alexander Kappos (16pts, 4/4 3P, 3res, 1ast) e Ryan Ogden (13pts, 4res, 1ast, 1dl).

Numa partida que é um “clássico” do basquetebol português, o FC Porto bateu a Oliveirense por 91-63. Os “dragões” nunca estiveram em desvantagem, com o parcial de 27-15 obtido no quarto inaugural a mostrar-se decisivo. A turma de Oliveira de Azeméis voltou melhor dos balneários, mas os “azuis e brancos” voltaram a tomar conta das operações, chegando mesmo a dispor de um avanço de 30 pontos. O FC Porto registou 14 triplos, 45 ressaltos e 27 assistências, tendo como principais figuras Max Landis (17pts, 4ast, 1rb), Teyvon Myers (15pts, 3/3 2P, 3/4 3P, 1res, 5ast) e Miguel Maria Cardoso (12pts, 3/3 3P, 2res, 4ast, 2rb), enquanto na Oliveirense, protagonista de 11 roubos de bola, despontaram Elijah Wilson (15pts, 3res, 2rb), Darius Carter (12pts, 4res, 1ast, 1rb, 3dl) e Malcolm Richardson (12pts, 2res, 6ast, 2rb).

Em Sangalhos, o Benfica levou a melhor por 99-65, num jogo em que apesar do bom começo dos anfitriões, os “encarnados” acabaram por fugir, paulatinamente, no marcador. Com parciais de 25-18, 29-20, 24-17 e 21-10, as “águias” avançaram para um triunfo sólido, alicerçado em 75% de eficácia (21/28) da linha de dois pontos, 14 triplos, 32 ressaltos, 21 assistências e 11 roubos de bola. No Benfica, que viu todos os seus atletas pontuarem, sobressaíram Ivan Almeida (21pts, 3/3 2P, 4res, 3ast, 1dl), Makram Ben Romdhane (15pts, 5/5 2P, 9res, 2ast, 3rb), Terrell Carter (15pts, 6res, 1ast, 2rb), Tomás Barroso (12pts, 4/5 3P, 1ast) e Toney Douglas (10pts, 5res, 5ast, 1rb). Por seu turno, no Sangalhos, destaque para as exibições de Nikita Kasongo (16pts, 1res, 3ast, 1rb), João Martinho (10pts, 3/3 2P, 3res, 2ast) e Aniel Brito (10pts, 2res).

Nos Açores, o Lusitânia suplantou o Póvoa por 73-67. A formação nortenha esteve durante grande parte do jogo na liderença do resultado, com maior ênfase nos primeiros dez minutos, durante os quais o Póvoa obteve um parcial de 29-17. Só no derradeiro quarto o Lusitânia conseguiu passar para o comando, com sete pontos consecutivos a revelarem-se fundamentais. O Lusitânia marcou 10 triplos e converteu os seus 11 lances livres, sendo que pelas suas cores pontificaram Justin Davis (18pts, 5/6 2P, 11res, 1ast), Derek Jackson Jr (15pts, 3res, 7ast, 4rb, 1dl), Ryan Weber (13pts, 4res, 1ast, 1rb, 1dl), Fernando Ferreira (10pts, 4res, 1ast) e Daniel Relvão (12res). Quanto ao Póvoa, que ainda procura o primeiro triunfo, os maiores protagonistas foram Federico Belmonte (26pts, 9res, 1ast, 3rb), Sherwood Brown (11pts, 6res, 3ast, 1rb) e Cameron Oluyitan (10pts, 3res, 1ast, 2rb).

No Funchal, o Imortal estreou-se a ganhar (85-64) na Liga, no reduto do CAB. Só no primeiro quarto a equipa insular esteve na frente, com a segunda parte do emblema algarvia a sentenciar a questão graças a parciais de 25-16 e 19-11. O Imortal obteve 10 triplos, foi superior na luta das tabelas (45 ressaltos contra 35 do adversário) e roubou a bola em nove ocasiões, com Spencer Littleson (28pts, 1res, 5ast) e Earl Watson (20pts, 9res, 3ast, 2dl) a serem os seus melhores elementos, ao passo que no CAB estiveram em evidência Nuno Sá (20pts, 4res, 4rb), Diogo Peixe (15pts, 2res, 1rb) e Amen Cheeseman (10res).

Atletas | Competições
15 OUT 2022

Mais Notícias