CAB ganha no Barreiro

Nos jogos de domingo da LPB, o maior destaque vai para a vitória do CAB Madeira no Barreiro (77-75).

Frente a um adversário do mesmo campeonato, os insulares conseguiram um importante triunfo, ainda que em caso de igualdade a equipa da margem sul do Tejo leve vantagem, visto que venceu Guimarães (84-78), enquanto que no duelo açoriano o Lusitânia levou a melhor sobre o Terceira Basket (79-67).

No dia em que partiu para Angola para disputar a Supertaça Compal, o CAB Madeira conseguiu um saboroso triunfo, graças a uma fantástica recuperação encetada no último período do jogo no Barreiro.À entrada do derradeiro quarto a equipa da casa vencia por 13 pontos de diferença (65-52), isto depois de já ter terminado na frente os primeiros vinte minutos do encontro (38-33).A vantagem construída dava a sensação que o jogo estava aparentemente controlado por parte do Barreirense, que nos 10 minutos finais permitiu um parcial de 25-10 que lhe custaria a vitória final.Mérito para os comandados de João Freitas que acreditaram até ao fim, provando uma vez mais que uma das belezas do desporto está na incerteza do vencedor. O internacional madeirense Jorge Coelho (20 pontos e 11 ressaltos) esteve a muito bom nível, o mesmo sucedeu com outro internacional do CAB, o atirador Jaime Silva ( 21 pontos, 4 ressaltos e 4 assistências).O poste Anthony Hill (21 pontos, 8 ressaltos, 4 assistências e 3 roubos de bola) foi o melhor elemento do Barreirense, neste regresso à competição interna depois do torneio disputado em Angola.V. Guimarães dá lutaApesar do período conturbado que o clube atravessa, os vimaranenses venderam cara a derrota no Pavilhão Império Bonança, sendo apenas ultrapassados no comando do marcador no último quarto.Os minhotos, depois de um 1º período equilibrado (21-20), dispararam no resultado tendo chegado ao intervalo a vencer por 13 pontos de diferença (49-36).O descanso foi benéfico para os comandados de Carlos Lisboa, já que no recomeço do etapa complementar o Benfica foi capaz de se reaproximar no resultado (58-60), entrando a perder por dois pontos no derradeiro quarto.O período de todas as decisões foi dominado pela equipa lisboeta, que com um parcial de 26-18 resolveu o jogo a seu favor.O norte-americano Ted Scott (27 pontos e 2 assistências) foi o melhor marcador do jogo, num encontro em que Diogo Carreira (16 pontos e 5 ressaltos) e Betinho (18 pontos e 9 ressaltos) confirmaram que estão a subir de forma.O internacional Paulo Cunha (23 pontos, 5 ressaltos e 2 roubos de bola) bem se esforçou para evitar a derrota, tal como Rui Mota (10 pontos e 10 ressaltos) e Brian Morris (18 pontos, 7 ressaltos e 3 roubos de bola).

13 FEV 2012