«Capacidade de superação»

O plantel não está fechado, mas a aposta mantém-se nos jogadores jovens, ou não fosse o Algés um clube formador.

Competições | Treinadores
18 SET 2014

O treinador ainda não sabe se vai poder contar com João Santos e Francisco Jordão, mas o clube “tem as portas abertas para eles”. Os objetivos, esses, são claros: “Humildade, orgulho, espírito de sacrifício e capacidade de superação”.

 

Está a sentir dificuldades em construir o plantel para esta temporada?

 

O facto de alguns jogadores nucleares da época passada ainda não terem as suas situações profissionais e desportivas  definidas condicionaram algumas decisões na construção do plantel. 

 

Nota-se que volta a contar com jogadores jovens. Este é um sinal que a aposta feita na última temporada deu bons resultados?


 

Sendo o Algés um clube de cariz formativo, faz todo o sentido dar oportunidades a jovens atletas que tenham capacidade para se imporem no basquetebol Nacional.


 

Espera que Pedro Belo tenha um papel importante dentro da equipa?


 

Espero do Pedro o mesmo que  outros jogadores jovens sem experiência na Liga, ou seja , um compromisso de trabalho e exigência que os prepare o melhor possível para competirem com sucesso. O Pedro, pelas suas caraterísticas morfológicas e psicológicas, necessita de confiança, paciência e muita persistência. 


 

Se pudesse contar com o João Santos e o Francisco Jordão a equipa ficaria muito mais equilibrada para lutar por objetivos mais ambiciosos?

 

Qualquer equipa que conte com 2 jogadores desta qualidade fica claramente mais forte. O Algés tem as portas abertas para eles. Se terminarem as suas carreiras só posso desejar melhor sorte do mundo nos novos desafios que encontrarem pela frente e que o basquete português possa continuar a contar com eles na sua promoção e desenvolvimento.


 

Neste momento tem um americano à experiência. Isso significa que o Algés vai contar com um estrangeiro esta temporada? Ou coloca-se a hipótese de chegarem mais jogadores estrangeiros?


 

Neste momento ainda se colocam todas as hipóteses. Trata-se de uma decisão que depende de vários fatores.

 

Ainda é cedo para definir objetivos? O que pode prometer da equipa do Algés para a época que agora começa?

 

Humildade, orgulho, espírito de sacrifício e capacidade de superação. Espírito de equipa e de clube (identificação com os ideais e mística do basquetebol do Sport Algés e Dafundo).

Competições | Treinadores
18 SET 2014

Mais Notícias