Escolas Portuguesas de Minibasquete 2021/22

Sinais positivos para um crescimento do Minibasquete nas próximas épocas

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3
FPB | Minibasquete
13 JAN 2022

O projeto “Escolas Portuguesas de Minibasquete”, que vigora desde 2005/06, tem como principais objetivos, reconhecer e certificar anualmente os clubes que atingem um determinado padrão quer quantitativo quer qualitativo, no que se refere aos valores e princípios de organização e funcionamento do escalão de minibasquete.

Apesar da recente quebra no número de praticantes, fruto da crise pandémica instalada em 2020, o projeto manteve-se numa sinergia entre a FPB, as Associações e o Clubes, que pretende melhorar os escalões base de formação em Portugal, incentivando todos os clubes a atingir estes padrões e a contribuir, de acordo com a sua capacidade e o contexto onde se inserem, para o aumento do número de crianças que praticam regulamente minibasquete em território nacional.

Em contrapartida, a Federação Portuguesa de Basquetebol presta aos clubes que obtiveram a certificação de EPMB (Escolas Portuguesas de Minibasquete), um apoio com a doação de material desportivo, como por exemplo bolas, assim como a isenção do pagamento da taxa de inscrição do treinador de minibasquete.

No mais recente comunicado do CNMB (Comité Nacional de Minibasquete) é possível verificar os mais de setenta clubes certificados, número que agrada em virtude daquilo que foi uma temporada 2020/21 extremamente complicada para os clubes. Sérgio Rosmaninho, Diretor Técnico do Minibasquete, reitera esta evolução destacando a longevidade do projeto: “O projeto vem sendo desenvolvido desde a temporada 2005/06 e ao longo do tempo os clubes começaram a perceber que este certificado era uma mais-valia juntos das escolas e dos municípios, no fundo era mais um passo para lhes abrir portas. Desta forma, houve um aumento significativo dos clubes certificados, com o gradual preenchimento dos requisitos exigidos para a obtenção do certificado”, explica.

A FPB não é avessa a este desenvolvimento verificado e ao longo dos anos foi apoiando ainda mais o projeto, tal como explica o Diretor Técnico do Minibasquete: “A FPB também aposta neste projeto, concedendo apoios específicos aos clubes certificados como a atribuição de bolas, isenção de pagamentos de taxa de inscrição dos treinadores de Minibasquete, entre outras benesses que acabam por ajudar muito os clubes que apostam na base dos seus escalões de formação. É importante manter o apoio aos clubes que trabalham o Minibasquete”, reitera.

Embora o projeto “Escolas Portuguesas de Minibasquete” seja, na sua globalidade, um sucesso em expansão, não é possível esquecer que há um trabalho de reconstrução a ser feito para colmatar as perdas que a pandemia trouxe. Neste sentido, Sérgio Rosmaninho, reforça que a exigência é cada vez maior, mas não deixa de realçar o crescente aumento do interesse dos clubes no escalão de Minibasquete: “Ao longo dos anos fomos aumentando as nossas exigências, algo que se demonstrou produtivo e que acompanhou o desenvolvimento do minibasquete nos clubes. A pandemia veio travar este crescimento fruto da paragem da atividade, no entanto, as perspetivas são positivas já que recentemente atribuímos o certificado a mais de setenta clubes”, esclarece.

Os mais de setenta clubes certificados surgem dos quatro cantos do país, percorrendo todo Portugal Continental, bem como as regiões autónomas do Açores e da Madeira, facto que deixa boas indicações para o futuro próximo na opinião de Sérgio Rosmaninho: “O objetivo passa por fazer este número (setenta clubes) crescer, ultrapassando os números pré-pandemia. O interesse que tem sido demonstrado é muito positivo e a valorização que tem sido feita do minibasquete é outro indicativo desta evolução. Contamos que esta dinâmica se reflita já na entrega dos certificados da próxima temporada. Sendo um projeto que já se encontra em marcha desde 2005, é gratificante vermos clubes receberem este certificado há mais de dez anos”, conclui.

FPB | Minibasquete
13 JAN 2022

Mais Notícias