FC Porto quebra invencibilidade do Sporting

"Dragões" levam a melhor sobre os "leões" e Benfica fica na liderança isolada; Ovarense, Vitória e Esgueira também somam triunfos na Liga Betclic Masculina

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3 Imagem de Destaque 4 Imagem de Destaque 5 Imagem de Destaque 6 Imagem de Destaque 7 Imagem de Destaque 8 Imagem de Destaque 9 Imagem de Destaque 10 Imagem de Destaque 11 Imagem de Destaque 12 Imagem de Destaque 13 Imagem de Destaque 14 Imagem de Destaque 15 Imagem de Destaque 16 Imagem de Destaque 17 Imagem de Destaque 18
Atletas | Competições
19 NOV 2022

Numa partida emocionante até final, o FC Porto ultrapassou o Sporting CP por 91-89 e quebrou a invencibilidade dos “leões” na Liga Betclic Masculina, ao passo que o SL Benfica superou o CD Póvoa ESC Online e ficou no comando isolado da prova. Já a Ovarense Gavex, Vitória SC e Esgueira Aveiro OLI também triunfaram.

No Dragão Arena, o FC Porto sorriu frente ao Sporting num jogo pautado pelo equilíbrio, durante o qual nunca nenhuma das equipas dispôs de uma vantagem acima dos 10 pontos. À entrada para o intervalo, os “verde e brancos” encontravam-se na dianteira por (45-47), tendo permanecido nessa posição à chegada do derradeiro quarto. Aí, um parcial de 13-0 para o FC Porto acabou por se revelar decisivo, apesar do Sporting ter tido a hipótese de virar a questão a seu favor na última posse de bola. Numa estatística marcada pelo nivelamento, e num jogo com 20 triplos (11 para o FC Porto e nove para o Sporting), deram nas vistas nos “azuis e brancos” os atletas Michael Finke (25pts, 5/8 3P, 5res), Max Landis (21pts, 3res, 2ast), Francisco Amarante (14pts, 4/4 LL, 3res, 2ast, 1rb) e Teyvon Myers (13pts, 1res, 2ast, 1rb). Por seu turno, no Sporting, que converteu 24 dos seus 27 lances livres, destacaram-se Marcus LoVett Jr (29pts, 5/5 LL, 3res, 4ast, 1rb, 1dl), DJ Fenner (19pts, 12/14 LL, 7res, 1ast, 2rb), Isaiah Armwood (17pts, 2res, 1ast, 1dl) e Diogo Ventura (11pts, 8res, 6ast, 1rb).

Com a derrota leonina, o Benfica ficou sozinho na frente do campeonato, depois de superar o CD Póvoa ESC Online por 63-55. Numa noite de baixa pontuação, os “encarnados” estiveram quase sempre na liderança, embora a turma poveira tenha reduzido distâncias nos minutos finais. Os campeões nacionais alcançaram 60% de eficácia (14/23) da linha de dois pontos, nove triplos e tiveram em Terrell Carter (15pts, 10res, 2dl) o principal elemento, ao passo que no Póvoa, predominante na luta das tabelas (33-40 em ressaltos), os melhores em campo foram Cameron Oluyitan (16pts, 2res, 2ast, 1dl) e João Embaló (11pts, 7res, 1ast, 1rb).

A Ovarense suplantou o SC Lustânia Expert por 84-81. Os donos da casa entraram a todo o gás e encetaram um parcial de 27-10 no quarto inaugural, mas o opositor açoriano reagiu da melhor forma com parciais de 26-13 e 25-14. Num embate frenético, repleto de alternâncias no marcador, a Ovarense reergueu-se e garantiu a conquista dos dois pontos nos últimos instantes, com Cândido Sá em foco ao apontar um triplo, desarmando de seguida um lançamento de Pedro Oliveira sob o soar da buzina. A turma vareira apontou 13 triplos, marcou 19 dos seus 21 lances livres e contou com a inspiração de Benjamin Okhotin (18pts, 1res), Jordan Robertson (15pts, 7res, 1ast, 3rb, 2dl), Francisco Amiel (14pts, 4/4 LL, 4res, 11ast), Cândido Sá (14pts, 4/6 3P, 5res, 2ast, 1rb, 2dl) e Jacoby Armstrong (10pts, 8/8 LL, 3res), enquanto no Lusitânia, que obteve uma eficácia de 64% (24/37) a lançar de dois pontos e ganhou 38 ressaltos, sobressaíram Trey Moses (20pts, 8/9 2P, 6res, 2ast), Derek Jackson Jr (15pts, 2res, 7ast, 5rb), Justin Davis (14pts, 8/8 LL, 8res) e Daniel Relvão (10pts, 9res, 2ast).

Noutro duelo marcado pela emoção, o Esgueira levou a melhor sobre o CAB Madeira, na condição de visitante, por 93-90. O conjunto aveirense chegou a ter uma vantagem na caixa dos dois dígitos no primeiro quarto, mas o CAB acabou por recuperar terreno e, já nos derradeiros 10 minutos, teve um avanço de 11 pontos. Só que o Esgueira não se rendeu e acabou por ganhar, num quarto onde registou 32 pontos. O jogo teve 25 triplos (13 para o CAB e 12 para o Esgueira), sendo que no emblema visitante despontaram Alexander Kappos (24pts, 5/6 2P, 4/6 3P, 8res, 1ast, 1dl), Ryan Ogden (24pts, 12/14 LL, 8res, 2ast, 2rb), Pedro Catarino (19pts, 5/8 3P, 3res, 3ast) e Trevon Evans (17pts, 7/10 2P, 1res, 2ast, 3rb). Já no CAB, destaque para as prestações de Nuno Sá (23pts, 6res, 2ast, 1rb), Matthew Johnson (18pts, 6/7 2P, 6res, 3ast, 3rb) e Michael Almonacy (16pts, 2res, 1ast).

O Vitória SC somou dois pontos (89-82) no pavilhão do Sangalhos DC Boomerang. Após uma primeira parte equilibrada, os “conquistadores” acabaram por comandar o resultado durante quase toda a segunda parte, embora os anfitriões se tenham aproximado nos últimos minutos. O Vitória marcou nove triplos, ganhou 38 ressaltos e teve Anthony Roberts (21pts, 1res, 2rb), Saiquan Jamison (17pts, 7/8 2P, 8res), Pedro Pinto (15pts, 1res, 2ast, 2rb), “Litos” Cardoso (12pts, 1res, 4ast, 2rb) e Zachary Simmons (10pts, 11res, 4ast, 1dl) como principais figuras, enquanto o Sangalhos, que ainda procura o primeiro triunfo na Liga e que, nesta partida, obteve 67% de eficácia a lançar de dois pontos, beneficious das exibições de Leonel Paulo (18pts, 4res, 4ast, 1rb), Anderson Correia (17pts, 5res, 5ast, 1rb, 1dl), Cleusio Castro (12pts, 6res, 1dl), Nikita Kasongo (12pts, 4res, 2ast) e Jerónimo Luís (10pts, 3res, 1ast).

Atletas | Competições
19 NOV 2022

Mais Notícias