«O jogo da jornada»

O Vagos vem de uma derrota, frente ao Benfica, e quer redimir-se já na próxima partida, sábado, na Madeira, diante do CAB, equipa que ainda não perdeu na Liga Feminina e que já venceu a Supertaça esta temporada.

Competições | Treinadores
14 NOV 2014

As vaguenses não esperam facilidades…

 

O treinador adjunto das vaguenses não tem dúvidas que na Madeira vai assistir-se a um verdadeiro duelo de titãs. "Estamos perante o encontro da jornada. Será interessante porque de um lado teremos a equipa local, que continua invicta no campeonato, e do outro a AD Vagos, que vai tentar lavar a face após a derrota da última jornada, em Lisboa, contra o Benfica", constatou o treinador adjunto, Adrián Yañes, que não tem dúvidas de que as suas jogadoras "estão obrigadas a fazer um bom trabalho" para tentar competir com o vencedor da última Supertaça.

 

Em Vagos todos sabem o que esperar da formação do CAB. "Tentará basear o seu jogo na experiência da linha exterior e num jogo interior fundamentado nas suas jogadoras americanas. As equipas conhecem-se, devido à experiência de ambos os planteis, pelo que prevê-se um jogo vibrante", vaticina o técnico, revelando a chave para o sucesso na Madeira: "Parar as suas jogadoras estrelas e um jogo defensivo coletivo".

 

A formação insular tem objetivos ambiosos e o Vagos sabe disso. "O CAB quer deixar claro que é um forte candidato a conquistar a Liga. Para eles, este sábado, é uma boa oportunidade para o demontrar".

Competições | Treinadores
14 NOV 2014

Mais Notícias