Olivais e Vagos em busca do primeiro triunfo

Karissa Kajorinne e Daniela Jesus anteveem jogo da Liga Betclic Feminina

Imagem de Destaque 1
Atletas | Competições
14 OUT 2022

O Olivais ABTF Betão recebe a AD Vagos, num dos encontros da quarta jornada da Liga Betclic Feminina, que está agendado para este sábado (16h30, transmissão na FPBtv). Trata-se de um duelo entre equipas que ainda não ganharam na competição.

Na véspera da partida, e em jeito de antevisão, falámos com Karissa Kajorinne e Daniela Jesus, jogadoras do Olivais e do Vagos, respetivamente.

Do lado conimbricense, Karissa Kajorinne realça a vontade que cada equipa deverá ter de vencer: “O Vagos tem o mesmo registo do que nós na Liga, por isso penso que ambas as equipas estão com fome de vitórias. O nosso adversário tem uma excelente jogadora que teremos de parar. Todos os jogos são importantes, todas as equipas querem terminar a época com o maior número possível de vitórias. Não penso que a mentalidade seja diferente se o Vagos tiver três vitórias ou três derrotas”, avisa.

Apesar do Olivais ainda não se encontrado com o rumo dos triunfos no campeonato, a jogadora canadiana mostra-se confiante: “Somos uma equipa jovem que tem crescido muito neste início de época. Temos de continuar a trabalhar muito nos treinos e nos manter focadas. Precisamos de ser consistentes durante os 40 minutos. Acredito que vamos evoluir ao longo da época enquanto equipa, mostrando o nosso melhor nos playoffs. É uma questão de melhorarmos a cada dia, de nos adaptarmos completamente ao sistema de jogo e de competirmos a 100%”, afirma.

Karissa Kajorinne chegou esta época a Coimbra e tem revelado uma grande influência no Olivais. A base espera contribuir positivamente: “Entro sempre em cada época com o mesmo pensamento: ajudar a equipa em todos os aspetos. O meu desejo é dar o melhor de mim pela equipa em todos os jogos e treinos. Honestamente, não tenho um objetivo pessoal para esta época. Espero que o meu esforço possa ajudar o Olivais a ter uma época muito boa”, reforça.

A atleta canadiana revela que também tem experiência enquanto treinadora e não esconde a felicidade pela forma como foi recebida: “Sou uma jogadora veterana, que também tem experiência como treinadora no Canadá. Penso que isso me valoriza como jogadora, porque consigo ver o jogo de diferentes perspetivas. Estou a gostar muito desta primeira experiência em Portugal. O Olivais tem feito com que me sinta numa família, tenhio conhecido gente muito boa. Sou uma afortunada por poder jogar na Liga Betclic Feminina contra as jogadoras mais talentosas em Portugal”, conclui.

No Vagos, Daniela Jesus alerta para a qualidade do adversário: “O Olivais é um clube com muita história na Liga Feminina, e isso faz com que entrem em campo sempre com a ambição de ganhar. Nos três jogos que fizeram para o campeonato conseguiram sempre equilibrar o resultado, o que mostra a competitividade desta equipa”, avalia.

O conjunto de Vagos sofreu muitas alterações, mas a extremo garante total foco: “Tivemos um início de época complicado, fruto de todas as mudanças na equipa. Ainda estamos a construir ideias e rotinas de trabalho, mas estamos foçadas. Como é óbvio, nunca é fácil recuperar de uma mudança tão grande, ainda por cima quando ocorre a nível técnico e da composição do plantel”, afirma.

Daniela Jesus olha para os playoffs: “O grande objetivo é formar uma equipa competitiva, que nos permita entrar em todos os jogos para vencer. A ida aos playoffs é a nossa meta”, refere.

Após três anos em Esgueira, Daniela Jesus regressou está época a Vagos. A jogadora de 29 anos assume o carinho que sente pela vila e pelo clube: “Vagos é a “minha terra” e só por aí já torna o clube especial. Independentemente da minha experiência, o meu objetivo é ajudar a equipa e o clube neste momento mais complicado”, revela.

Entre esta sexta-feira e domingo cumprem-se cinco jogos da Liga (com transmissão na FPBtv), concluindo-se duas das suas jornadas (3.ª e 4.ª).

Atletas | Competições
14 OUT 2022

Mais Notícias