Ovarense não tira o pé do acelerador na Liga Betclic Masculina

Sporting estreia-se com vitória, CAB e Lusitânia registam primeiro triunfo e o Esgueira ganha no último minuto

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3 Imagem de Destaque 4 Imagem de Destaque 5 Imagem de Destaque 6 Imagem de Destaque 7 Imagem de Destaque 8 Imagem de Destaque 9 Imagem de Destaque 10 Imagem de Destaque 11 Imagem de Destaque 12 Imagem de Destaque 13 Imagem de Destaque 14 Imagem de Destaque 15 Imagem de Destaque 16 Imagem de Destaque 17
Atletas | Competições
5 OUT 2022

Na terceira jornada da Liga Betclic Masculina, a Ovarense Gavex manteve o registo imaculado depois de ultrapassar o Vitória SC por 97-88. Por seu turno, o Sporting CP estreou-se com uma vitória (99-74) contra a UD Oliveirense, enquanto o CAB Madeira e o SC Lusitânia Expert ganharam pela primeira vez: a formação do Funchal face ao Sangalhos Boomerang com um resultado de 81-66 e o conjunto de Angra do Heroísmo diante do Imortal LUZiGÁS (62-57, após prolongamento). No último jogo do dia, e com muita emoção à mistura, o Esgueira Aveiro OLI suplantou o CD Póvoa ESC Online por 67-66.

A Ovarense, depois de uma primeira parte equilibrada, disparou no terceiro quarto, diante do Vitória, com o avanço a chegar a situar-se nos 19 pontos (77-58). Mas os “conquistadores” ainda tinham uma palavra a dizer e, com um parcial de 26-20 nos derradeiros 10 minutos, aproximaram-se dos donos da casa, até estarem a apenas quatro pontos de distância. Num jogo com 19 triplos (10 da Ovarense e nove do Vitória), o conjunto vareiro alcançou 60% de eficácia (28/46) da linha de dois pontos e viu sobressair pelas suas cores os atletas Jacoby Armstrong (21pts, 7res, 4ast), Jordan Robertson (20pts, 3/3 3P, 4res, 4ast, 1rb, 1dl), Gustavo Teixeira (18pts, 3res, 3ast, 1rb), Cândido Sá (16pts, 8/10 2P, 11res, 2rb, 1dl) e Benjamin Okhotin (15pts, 3/4 3P, 2res, 3ast, 1dl), ao passo que do lado minhoto estiveram em destaque Anthony Roberts (32pts, 8res, 1ast, 2rb), Zachary Simmons (17pts, 11res, 3ast, 2dl), “Litos” Cardoso (12pts, 2res, 5ast) e Pedro Pinto (10pts, 2res, 4ast).

O Sporting não esteve pelos ajustes e deu continuidade ao seu bom início de época, com uma vitória indiscutível frente à Oliveirense, que averbou a primeira derrota. Os “leões” nunca estiveram em desvantagem, somando dois pontos com parciais de 23-15, 27-20, 21-12 e 28-27, num duelo em que registaram 63% de eficácia (21/33) da linha de dois pontos, assim como 12 triplos e 35 ressaltos. Do lado “verde e branco”, destaque para Travante Williams (24pts, 4res, 5ast, 2rb, 1dl), DJ Fenner (18pts, 3/4 3P, 4res, 1ast, 2rb, 1dl), António Monteiro (12pts, 2res), Ivica Radic (12pts, 6/7 2P, 3res) e Diogo Ventura (11pts, 7/7 LL, 5res, 11ast, 2rb). Por seu turno, na Oliveirense merecem menção as prestações de Elijah Wilson (20pts, 3res, 1ast), Darius Carter (14pts, 4res, 2ast, 2rb, 3dl) e João Balseiro (10pts, 4/4 LL, 3rb, 1ast, 2rb).

Esgueira e Póvoa protagonizaram um duelo muito equilibrado, com várias alternâncias no marcador, sendo que nenhuma das equipas teve uma vantagem acima da dezena de pontos. A equipa poveira entrou no último quarto na frente (50-54) e continuou em posição de vencedora até bem perto do final, mas Miguel Monteiro vestiu a pele de herói ao concretizar os cinco pontos decisivos do Esgueira. Os donos da casa ganharam 42 ressaltos e para além da inspiração do já citado Miguel Monteiro, na derradeira fase do encontro, contaram com a inspiração de Kobi Nwandu (13pts, 3res, 3ast, 1rb), Ryan Ogden (10pts, 15res, 3ast) e Biniam Ghebrekidan (10res). Quanto ao Póvoa, que acertou oito dos nove lances livres a seu favor e alcançou 10 triplos, teve Sherwood Brown (25pts, 10res, 1ast), Federico Ucles (11pts, 6res, 1ast, 1rb) e João Embaló (11res).

No Funchal, o CAB controlou as operações face ao Sangalhos, numa partida durante a qual nunca correu atrás do prejuízo. A turma insular apontou 13 triplos e beneficiou das prestações de Gage Sabean (24pts, 3res, 1dl), Michael Almonacy (16pts, 1res, 2ast, 2rb) e Charles Speelman (14pts, 10res, 1ast), enquanto no Sangalhos, recém-promovido à competição, despontaram Nikita Kasongo (17pts, 2ast, 2rb), Eddie Hunt (13pts, 6res, 6ast) e Justin Stovall (14res).

Nos Açores houve recurso a prolongamento para se descobrir o vencedor do embate entre Lusitânia e Imortal, com os anfitriões a festejarem no final. A partida foi nivelada, mas a turma algarvia, já no terceiro quarto, dispôs de um avanço de 15 pontos (28-43), que acabou por ser revertido pela equipa insular. Depois de se verificar uma igualdade a 51 pontos, e no tempo extra, o Lusitânia aplicou um parcial de 11-6. O emblema de Angra do Heroísmo roubou a bola em 10 ocasiões e os principais obreiros do resultado final foram Derek Jackson Jr (16pts, 3res, 5ast, 3rb), Deng Geu (11pts, 5res, 1ast, 1rb) e Justin Davis (10pts, 10res, 1ast, 2rb), enquanto no Imortal despontaram Earl Watson (17pts, 11res, 1rb) e Spencer Littleson (12pts).

Atletas | Competições
5 OUT 2022

Mais Notícias