“Quero agradecer a confiança que a FIBA e o seu Board depositou na FPB”

Manuel Fernandes, Mário Gomes e Ricardo Vasconcelos reagem à decisão da FIBA

FPB | Seleções
11 OUT 2020

Portugal foi escolhido esta quinta-feira como um dos países anfitriões das janelas de qualificação FIBA agendadas para o próximo mês de novembro, partidas que serão disputadas em “bolhas”. Matosinhos e Odivelas foram eleitas pelo organismo que tutela o basquetebol mundial para acolherem os jogos de qualificação dos Grupos A e G, respetivamente.

No rescaldo desta decisão da FIBA, o Presidente Manuel Fernandes, o Selecionador Nacional masculino, Mário Gomes e o Selecionador Nacional feminino, Ricardo Vasconcelos, demonstraram todo o apreço pela decisão da FIBA, abordando de igual forma os desafios que se avizinham, bem como as vantagens de poder jogar dentro de portas neste tipo de condições.

Para o Presidente federativo, o voto de confiança da FIBA é prova da capacidade que a FPB apresenta neste tipo de eventos: “Antes de mais queria agradecer a confiança que a FIBA e o seu board depositou na FPB para organizar estas duas “bolhas”. O organismo máximo que tutela o basquetebol mundial não teve dificuldades para reconhecer a capacidade que temos vindo a demonstrar ao longo dos anos para organizar este tipo de eventos, sobretudo se tivermos em conta todos os europeus jovens que temos acolhido, ano após ano. Contudo, importa sublinhar que as exigências sanitárias impostas pelas condições da competição decorrer em sistema de “bolha” são muito complexas, mas não estamos sozinhos. O trabalho conjunto das estruturas do Basquetebol, dos nossos parceiros, das Câmaras de Odivelas e de Matosinhos e o apoio da secretaria de Estado do Desporto e Juventude e das Autoridades de Saúde, são a garantia que iremos mais uma vez superar tão inédito desafio. Para o Basquetebol português é mais uma preciosa oportunidade para divulgar e promover a modalidade e possibilitar um melhor conhecimento das suas principais referências, as jogadoras e os jogadores das Seleções Nacionais de seniores”, explicou.

Já o Prof. Mário Gomes não deixou de agradecer o trabalho que tem sido desenvolvido pela Direção da FPB de modo a salvaguardar os interesses das Seleções Nacionais: “Neste quadro é uma ótima noticia e por isso quero agradecer o trabalho da Direção da Federação, em especial do Presidente Manuel Fernandes, por ter conseguido esta organização da “bolha” de novembro cá em Portugal. Isto é muito importante porque nos permite ficar em casa e não fazer viagens que são sempre desgastantes. Depois os atletas também têm uma confiança redobrada. É um alívio. No entanto, e estando de acordo com a organização de “bolhas”, acho que a competição poderia ser adiada para outra altura porque são apenas cinco dias, mas queremos muito ganhar e ter bons resultados. Podemos estar satisfeitos pela decisão tomada”, confessou.

Ricardo Vasconcelos, na linha daquilo que foi dito anteriormente, reforçou os benefícios que as organizações destas duas “bolhas” podem trazer às equipas nacionais: “É desde logo bom porque é um sinal de confiança da FIBA na própria Federação e também porque conseguimos controlar todas as questões de saúde. Dependemos de nós e, portanto, toda a gente estará segura e sã. Não há propriamente um fator casa do ponto de vista do público nas bancadas, mas o desgaste das viagens é posto de parte. É recorrente termos viagens longas, com muitas escalas, o que torna complicadas as nossas deslocações ao estrangeiro. Estes fatores são muito positivos. A confiança da FIBA, o facto de sabermos como proceder e cuidar de todos os atletas e agentes desportivos e, está claro, o fator do desgaste das viagens que acaba por não existir. São tudo indicadores muito positivos”, reiterou.

Os jogos da Seleção Nacional masculina de pré-qualificação para o Mundial 2023, com o Chipre e a Albânia, estão agendados para dia 26 e 28 de novembro, e serão disputados em Matosinhos. Enquanto Odivelas recebe os dois jogos de qualificação para o EuroBasket feminino de 2021, nos dias 12 e 14 de novembro, perante a Bélgica e a Finlândia.

FPB | Seleções
11 OUT 2020
publicidade

Mais Notícias