Benfica, Sportiva e GDESSA voltam a ganhar na Liga Betclic Feminina

Vitórias sobre o Esgueira, Imortal e Vagos

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3 Imagem de Destaque 4 Imagem de Destaque 5 Imagem de Destaque 6 Imagem de Destaque 7 Imagem de Destaque 8 Imagem de Destaque 9 Imagem de Destaque 10 Imagem de Destaque 11 Imagem de Destaque 12 Imagem de Destaque 13 Imagem de Destaque 14 Imagem de Destaque 15 Imagem de Destaque 16 Imagem de Destaque 17
Atletas | Competições
19 NOV 2022

Este sábado, na Liga Betclic Feminina, o líder SL Benfica prolongou a invencibilidade ao ganhar no reduto do Esgueira Aveiro TRIVGLASS. Por seu turno, o Sportiva AZORISHOTELS bateu o Imortal BC Tcars, fora de portas, naquela que foi a terceira vitória consecutiva do emblema açoriano na competição, enquanto o GDESSA Barreiro alcançou o sexto resultado positivo seguido, na receção à AD Vagos.

O Benfica bateu o Esgueira por 74-63, num jogo em que excetuando nos primeiros minutos, as “águias” estiveram sempre na dianteira. O emblema da Luz alcançou 58% de eficiência (21/36) da linha de dois pontos e viu em destaque, pelas suas cores, as jogadoras Raphaella Monteiro (20pts, 5/5 LL, 13res, 4ast, 1rb, 2dl), Darien Huff (12pts, 2res, 2ast) e Carolina Rodrigues (10pts, 2res, 4ast, 1rb), enquanto no Esgueira, protagonista de 12 roubos de bola, estiveram em evidência Vashti Hill (14pts, 5/5 LL, 3res, 2ast, 2rb), Inês Ramos (14pts, 2res, 2rb), Ana Raimundo (10pts, 4res, 8ast, 2rb, 1dl) e Estefani Fajardo (10pts, 14res, 1rb).

Em Albufeira, o Sportiva ganhou ao Imortal por 80-60. Após um primeiro quarto equilibrado, com vantagem para as algarvias (18-16), a formação de Ponta Delgada reagiu e aplicou um parcial de 24-8, que virou por completo a questão à entrada para o intervalo. Durante o segundo tempo, o avanço açoriano nunca baixou dos dois dígitos, numa partida em que o Sportiva registou 60% de eficácia (24/40) da linha de dois pontos, assim como 11 roubos de bola. No capítulo individual, no Sportiva, realce para as prestações da muito inpirada Alyssa Cerino (31pts, 11/13 2P, 10res, 3ast, 2rb) e de Eva Carregosa (14pts, 6res, 3ast, 2rb), enquanto no Imortal, que alcançou 10 triplos, sobressaíram Érica Baptista (12pts, 2res) e Joana Ramos (11pts, 2res, 9ast, 3rb).

O GDESSA deu continuidade ao seu bom momento de forma e venceu a AD Vagos por 75-68. A equipa da margem sul do Tejo liderou quase sempre as contas diante de um adversário que ofereceu réplica, e que já no último quarto chegou a estar a apenas quatro pontos de distância. O GDESSA apontou 11 triplos e contou com a influência de Maianca Umabano (21pts, 4/6 3P, 5res, 2ast), Márcia da Costa Robalo (19pts, 5/9 3P, 4res, 3ast, 2rb), Britta Daub (13pts, 3res, 7ast, 2rb, 1dl) e Krystal Freeman (12pts, 13res, 2rb, 3dl), ao passo que no Vagos, que encestou 13 dos seus 15 lances livres, Kwanza Murray (33pts, 4/7 3P, 11/11 LL, 6res, 3ast) e Joana Canastra (16pts, 6res, 2rb) assumiram importância no Vagos.

Atletas | Competições
19 NOV 2022

Mais Notícias