Ver basquetebol ao mais alto nível

Jogadores dos Centros Nacionais de Treino de Ponte de Sor e do CAR Jamor assistem a partidas da Euroliga em Espanha

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3
Atletas | FPB
28 OUT 2022

Os jovens portugueses que integram os Centros Nacionais de Treino tiveram oportunidade de assistir ao vivo a dois jogos da Euroliga (Masculina e Feminina), durante o estágio de quatro dias realizado na cidade espanhola de Valência.

Todos são unânimes na reação: foi uma experiência única que os marcou e que recordarão no futuro. Maria Andorinho resumiu assim a vitória da equipa feminina do Valência Basket, frente à formação do Virtus Segafredo Bologna, por 73-71: “Tivemos a oportunidade de assistir a um jogo do nível mais alto possível e estar na primeira fila a olhar para as “estrelas” da modalidade. É um aproximar da realidade que é o topo. Foi claramente um jogo equilibrado e entusiasmante, ainda para mais foi a estreia do Valência na Euroliga e isso proporcionou um ambiente incrível no pavilhão”, disse.

Uma opinião partilhada por Madalena Amaro, que fez questão de realçar a entrega das jogadoras em campo: “Um jogo incrível! Uma intensidade imensa. Houve dedicação e compromisso desde o início até ao fim do jogo. Ambiente espetacular”, não escondeu o entusiasmo.

Os jogadores portugueses acompanharam também a vitória da equipa masculina do Valência na Euroliga. A formação espanhola ganhou ao Alba Berlim por 87-73 e fez as delícias dos jovens atletas. Porque todos sonham chegar a este patamar competitivo. “Sim, sem dúvida. E ter visto um jogo desse nível ainda me deixou com mais vontade de trabalhar para lá chegar”, admitiu Apolo Caetano, que foi logo apoiado por Miguel Sousa nas suas declarações: “Jogar na Euroliga é um sonho. Sei que é difícil, mas com muitas horas de trabalho e esforço para me superar cada dia, esse sonho pode vir a tornar-se realidade”, afirmou.

Todos os jogadores portugueses admitiram que querem muito chegar a este patamar de competição. A experiência que viveram em Valência ao assistirem aos encontros internacionais, mas também ao realizarem encontros com as equipas jovens da formação e treinos intensivos, permitiu-lhes conhecer a cultura que está presente no clube espanhol e sonhar em viver estas experiências também dentro do campo.

Sonhos que se podem vir a concretizar e desejos de chegar ainda mais perto destes ídolos que também passaram por um processo de formação. Maria Andorinho admite que, se tivesse oportunidade de chegar mais perto das seniores do Valência Basket “provavelmente faria a pergunta de como foi o processo até chegarem aqui e. por último, diria às jogadoras mais novas que começam a ganhar espaço na equipa principal que estão a fazer um trabalho admirável.”

Também Apolo Caetano teria muito tema de conversa com os seniores da formação espanhola. “Gostaria de perguntar quais foram os “role models” deles e o quê e como aprenderam através deles”, diria o jovem.

A terminar o estágio em Espanha, a comitiva portuguesa teve ainda oportunidade de realizar um passeio por Valência para conhecer melhor os hábitos dos seus habitantes, os monumentos e a história da cidade.

Atletas | FPB
28 OUT 2022

Mais Notícias