Vitória continua triunfante

Em Guimarães defrontavam-se duas das equipas que em melhor forma estão nesta fase temporada, mas o fator casa falou mais alto, com o Vitória a levar a melhor sobre o CAB Madeira (82-60).

Competições
8 MAR 2015

Com este resultado, os vimaranenses não cedem na perseguição ao líder Benfica, enquanto que os madeirenses mantiveram-se na 4ª posição, mas viram o Barcelos fugir mais um pouco na classificação, ficando agora a duas vitórias de distância do terceiro lugar.

 

 

A viagem até Guimarães foi atribulada, o autocarro que transportava a equipa madeirense sofreu um acidente, e não servindo isso de desculpa, certamente terá alterado as rotinas de preparação para a competição por parte dos jogadores insulares.

 

Indiferente a tudo isto, o Vitória foi dominador nos minutos iniciais do encontro, e no final do 1º período a equipa de Fernando Sá já vencia por dezasseis pontos de diferença (28-12). O CAB estabilizou o seu jogo durante o 2º período, equilibrou o jogo, tendo mesmo empatado o quarto a quinze pontos. Ainda assim, e em tempo de intervalo, mantinha-se a diferença pontual que separava as duas equipas (43-27), uma almofada pontual confortável para gerir no segundo tempo.

 

O recomeço da etapa complementar correspondeu ao melhor período dos forasteiros (18-15), mas em nunca colocar em causa a liderança no encontro por parte do conjunto vimaranense (58-45).

 

O Vitória não quis correr riscos desnecessários, e muito menos permitir que o adversário sentisse que podia dar a volta ao resultado. A equipa recuperou os níveis de eficácia ofensiva da 1ª parte, a sua marcação pontual voltou a subir (24 pontos), e o resultado voltou a disparar para uma diferença acima dos vinte pontos (82-60).

 

A superioridade na luta do ressalto (47-37) por parte do Vitória permitiu-lhe mais posses de bola, num jogo em que os minhotos se mostraram muito coletivos no ataque, como comprovam as 20 assistências que registou ao longo do encontro.

 

O norte-americano Doug Wiggins (20 pontos, 4 ressaltos e 4 assistências) voltou a ser preponderante no comando da equipa do Vitória, e João Balseiro (23 pontos, 5 ressaltos, 2 assistências e 2 roubos de bola) contribuiu ativamente para que o jogo tivesse sido sentenciado.

 

Tommie Eddie (22 pontos, 9 ressaltos, 2 assistências e 2 desarmes de lançamento), um jogador que já passou por Guimarães, foi o melhor marcador dos madeirenses, embora tenha sido Stefan Djukic, autor de um duplo-duplo (12 pontos e 16 ressaltos), o atleta mais valorizado do CAB Madeira.

Competições
8 MAR 2015

Mais Notícias