Esgueira procura manter bom momento de forma

Kareem Brewton e Tyere Marshall abordaram jogo em atraso da 16.ª jornada da Liga Placard

Imagem de Destaque 1
Competições | FPB
19 FEV 2021

Esgueira /AVEIRO/OLI e Imortal LUZiGÁS encontram-se este sábado, pelas 16h30, no encontro em atraso referente à 16.ª jornada da Liga Placard.

A FPB falou com Kareem Brewton, da equipa da casa, e Tyere Marshall, do conjunto algarvio, sobre a partida que tem transmissão na FPBtv.

Brewton chegou este ano a Portugal. Durante uma época atípica devido à situação pandémica, o base depressa se assumiu como uma das figuras do conjunto aveirense, e é atualmente o melhor marcador da equipa: “Eu só queria vencer jogos. Acho que isso acabou por se tornar numa das minhas funções, marcar, encontrar quem está livre. Tento fazer o que for preciso para conseguirmos vitórias”.

Depois de um início de época complicado – nove derrotas consecutivas a abrir o campeonato – a passagem de ano fez bem aos comandados de Pedro Costa, que contabilizam cinco vitórias e duas derrotas em 2021. “Temos treinado melhor, estamos mais focados e a química da equipa melhorou. Somos todos jovens e com a experiência de fazermos as coisas juntos, acho que estamos mais confortáveis uns com os outros”, afirma.

“É o Imortal, acho que vão jogar o seu jogo. Têm o DJ Fenner, o melhor marcador da liga, por isso temos que o abrandar, e acho que se fizermos isso então a vitória fica mais perto”, destaca Kareem. “Vai ser um jogo difícil, renhido, e temos que estar concentrados”.

Vindos de uma vitória moralizadora frente ao Vitória SC, o base norte-americano dá o plano para saírem com novo triunfo: “Se todos cumprirmos com os nossos papéis defensivos e estivermos juntos, vamos ficar bem. Quando defendemos juntos acho que somos uma equipa que assusta”.

No seu primeiro ano como profissional, Tyere Marshall tem sido peça basilar do Imortal. “Tenho aprendido e assimilado muito, tento ser uma esponja nos treinos ou mesmo nos jogos. E estou contente por estar na equipa em que estou porque eles têm sido muito pacientes e têm-me ensinado”, confessa.

Após a vitória frente ao Sporting CP, os algarvios perderam contra a UD Oliveirense e foram ultrapassados na classificação, mas Tyere acredita que o desaire pode ter um lado positivo: “Não protegemos a bola, mas foi um momento de aprendizagem. Acho que foi um bom jogo para aprendermos porque provavelmente vamos encontrá-los mais à frente na época”.

Quanto ao seu adversário deste fim de semana, o poste norte-americano afirma que a equipa não pode entrar desconcentrada: “Nesta liga, todas as equipas estão prontas para jogar, quer estejam no topo ou no fundo da classificação. Acho que vão ser agressivos e tentar fazer aquilo que outras equipas têm feito no passado contra nós”.

“Temos que limitar os seus ataques rápidos, as nossas perdas de bola, ser fortes no ressalto defensivo e no ressalto ofensivo”, adianta Tyere. “Há algumas coisas que sabemos que temos de fazer para podermos vencer, e temos que o fazer”.

 

Competições | FPB
19 FEV 2021
publicidade

Mais Notícias