Festa vestiu-se de verde e branco

FPB recolheu declarações dos novos campeões nacionais

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3 Imagem de Destaque 4 Imagem de Destaque 5 Imagem de Destaque 6
Atletas | Competições | Treinadores
3 JUN 2021

Esta quarta-feira viveu-se uma noite especial para o Sporting CP, que 39 anos depois voltou a sagrar-se campeão nacional de basquetebol.

A festa vestiu-se de verde e branco, no Pavilhão João Rocha, e a FPB recolheu declarações de alguns dos novos campeões nacionais.

Luís Magalhães (treinador, declarações prestadas à RTP2)
“Penso que este título é merecido por aquilo que fizemos ao longo destes últimos dois anos. Estes jogadores trabalharam muito para chegar ao topo, o mérito é deles e da direção do clube, que nunca nos faltou com nada.”

Travante Williams (jogador)
“Este título é diferente, foi de loucos. Isto é tudo. Lutámos muito. Estivemos encostados à parede em todos os jogos da final e conseguimos lutar os 40 minutos e conseguimos isto, o título. Agora queremos desfrutar disto, mas queremos mais!”

James Ellisor (jogador)
“Isto foi uma batalha, uma série e uma época muito duras. Dar a volta nesta final seria muito difícil, o FC Porto fez um bom trabalho, é uma equipa bem treinada e lutou sempre.”

Diogo Ventura (jogador)
“Sinto-me realizado. Trabalhámos muito para isto, as finais foram épicas. Qualquer equipa podia ter vencido esta final. Parabéns ao FC Porto pela entrega, parabéns ao Sporting pelo título. No primeiro jogo apareceu o Micah, no quarto encontro surgiu o Shakir Smith. As pessoas diziam que a nossa equipa dependia de dois jogadores, mas ficou provado que valemos pelo coletivo. Trabalhamos todos diariamente para ajudar a equipa.”

John Fields (jogador)
“Que sentimento fantástico! Estou muito orgulhoso da nossa equipa, de toda a equipa. Ganhámos três títulos, foi uma grande temporada. A nossa reviravolta foi fantástica, foi uma grande final.”

Micah Downs (jogador)
“Soube tão bem ganhar este título. É o primeiro da minha carreira. Antes disto perdi duas vezes na LEB Oro, em Espanha, e no Benfica. Estou muito feliz. Cheguei a meio da época e fiz o meu trabalho para ajudar a equipa a vencer. Depois de 39 anos trouxemos o título de volta para o Sporting. Estes playoffs, nas finais, o “momento” pode mudar a qualquer instante, como puderam ver. Tínhamos o jogo controlado nos primeiros três quartos, mas o FC Porto entrou bem nos últimos dez minutos e depois fomos mais agressivos na defesa, recuperámos bolas e conseguimos marcar do outro lado. Felizmente tivemos a bola para fechar o jogo e conseguimos a vitória.”

Diogo Araújo (jogador)
“Durante anos não houve equipa de basquetebol no Sporting, e nós chegámos aqui e ganhámos. É um orgulho muito grande, ainda para mais depois de também termos conquistado duas Taças de Portugal. Acredito que fomos a melhor equipa.”

Francisco Amiel (jogador)
“Quando começou a época, todos nós definimos a conquista do título como objetivo. Sempre fomos uma família, sempre acreditámos uns nos outros. A nossa união permitiu-nos dar a volta ao resultado.”

Shakir Smith (jogador)
“Sinto-me muito feliz. É surreal este sentimento. É o meu primeiro título de campeão nacional. Trabalhámos ao longo de toda a época para isto. Depois do lançamento do Shakir no jogo 4, voltámos a ficar por cima e sabíamos que ia ser uma luta gigante, mas ganhámos.”

Atletas | Competições | Treinadores
3 JUN 2021

Mais Notícias