Portugal despede-se de Matosinhos

Seleção Nacional perdeu com Angola em jogo de treino (76-83)

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3 Imagem de Destaque 4 Imagem de Destaque 5 Imagem de Destaque 6 Imagem de Destaque 7 Imagem de Destaque 8 Imagem de Destaque 9 Imagem de Destaque 10 Imagem de Destaque 11 Imagem de Destaque 12 Imagem de Destaque 13
Competições | FPB | Seleções
24 JUL 2021

A Seleção Nacional de seniores masculinos terminou o estágio em Matosinhos com uma derrota (76-83) em jogo de treino diante de Angola. Depois de terminado o I Torneio Internacional de Matosinhos, a equipa das quinas teve pela frente mais um teste com a congénere angolana antes de deixar Matosinhos para prosseguir os seus trabalhos de preparação para a segunda ronda de pré-qualificação para o Mundial 2023, na Suíça.

A entrada na partida beneficiou os angolanos, já que no parcial do 1.º quarto Portugal sofreu 27 pontos e marcou apenas 19. A forte entrada da poderosa seleção africana prolongou-se até ao segundo quarto, com a formação nacional a ir para o descanso a perder por 38-52. No regresso dos balneários, a equipa da quinas conseguiu equilibrar as contas do marcador e vencer o parcial do 3.º quarto por 17-16, repetindo a boa performance nos últimos dez minutos do encontro, parcial que colocou o jogo a 76-83 no final dos quarenta minutos regulamentares. Sasa Borovnjak (16pts, 6res, 1ast), Gonçalo Delgado (15pts, 2res), João Grosso (7pts, 4res, 1ast, 1rb) e Diogo Gameiro (9pts, 1res, 4ast, 1rb) foram os jogadores em maior evidência na equipa das quinas.

No final do encontro, o selecionador nacional Mário Gomes analisou mais um momento de treino da equipa das quinas, mostrando-se confiante com o nível exibicional apresentado: “Mudaram várias coisas do jogo de ontem para o de hoje. O nosso estado de preparação é mais atrasado que o de Angola e acabamos por fazer três jogos praticamente de forma consecutiva. É diferente fazer estes jogos na terceira semana de treinos do que fazê-lo depois de um torneio pré-Olímpico nas pernas. Custou-nos entrar no jogo, notou-se mais na defesa na primeira parte, mas depois reagimos e jogamos o jogo taco a taco. Estou muito satisfeito com o rendimento global da equipa porque até superou as minhas expectativas jogarmos a este nível, estes três jogos, nesta altura, e com uma equipa que coloca uma intensidade a que não estamos habituados. Faltou-nos marcar alguns lançamentos abertos debaixo do cesto, mas a equipa está no bom caminho. Estes jogos foram muito importantes para nós”, esclarece.

A Seleção Nacional continuará a sua preparação para os embates com a Suécia e o Luxemburgo e desta vez viajará até Nyon, na Suíça, para defrontar a formação helvética. Para Mário Gomes, este será mais um passo no processo de preparação que é enriquecido à medida que a equipa vai jogando contra diferentes adversários: “A preparação é um processo contínuo, temos de afinar os processos táticos, soltar os jogadores da carga física das primeiras semanas de treino e ganhar ritmo através dos jogos. Será uma continuidade normal desta semana. Penso que no dia 12, quando começarmos a competir, vamos estar em forma e em condições de atingirmos os nossos objetivos”, concluiu.

Competições | FPB | Seleções
24 JUL 2021

Mais Notícias