Seleção Nacional perde no último jogo em solo suíço

Equipa das quinas perdeu por 72-56 antes do regresso a Matosinhos

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2
Competições | Seleções
30 JUL 2021

A equipa das quinas não levou a melhor sobre a Suíça no segundo encontro consecutivo disputado no Salle du Rocher, em Nyon, e prepara-se para regressar para Portugal para disputar o II Torneio Internacional de Matosinhos.

Depois do triunfo conquistado esta quinta-feira sobre a formação helvética, Portugal sentiu mais dificuldades no capítulo ofensivo, sobretudo na segunda metade do encontro. No primeiro quarto a Seleção Nacional saiu na frente do marcador (15-17), apesar do parcial positivo dos suíços após o lançamento da bola ao ar. O equilíbrio no encontro manteve-se até ao intervalo (30-29), sendo que nos regresso dos balneários a formação orientada por Mário Gomes sentiu mais dificuldades para travar o ímpeto dos helvéticos. A seleção da casa conseguiu cavar um fosso de 15 pontos no marcador e destacar-se na liderança do encontro (55-40). Apesar do equilíbrio registado nos últimos dez minutos, Portugal não conseguiu reverter a marcha do marcador. Na formação portuguesa evidenciaram-se Diogo Ventura (11pts, 4res, 1rb), Diogo Brito (8pts, 2res, 3rb), João Guerreiro (7pts, 7res, 1ast) e Gonçalo Delgado (7pts, 6res, 1ast, 2dl).

O base da Diogo Ventura foi o porta-voz da equipa no final da partida e relembrou que estes são encontros de preparação: “Estes dois jogos na Suíça foram de preparação, com vista aos jogos oficiais que vamos ter daqui a três semanas. Ainda procuramos a nossa melhor forma, afinar os movimentos ofensivos e também o setor defensivo. Nestes jogos nunca gostamos de perder, ganhar é melhor, mas o resultado não é o mais importante. Estes jogos servem para avaliarmos a nossa prestação e melhorarmos nas semanas seguintes”, afirmou.

Olhando para o próximo desafio da equipa nacional, o base de 27 anos, relembra que o objetivo são os jogos oficiais da 2.ª ronda de pré-qualificação para o Mundial 2023: “Em Matosinhos a situação será semelhante, o objetivo é vencer a Suécia e o Luxemburgo nos jogos a contar, apesar de querermos sempre ganhar todos os jogos que disputamos. O mais importante é a preparação em si, por isso a ideia passa por melhorar em relação às semanas anteriores. O que interessa é estarmos a 100% nos jogos oficiais e irmos corrigindo jogo a jogo, treino a treino, aquilo que ainda não está afinado”, concluiu.

Competições | Seleções
30 JUL 2021

Mais Notícias