Sportiva e Lombos procuram lugar nas “meias”

Encontro dos quartos-de-final marcado para sexta-feira (19h00)

Imagem de Destaque 1
Competições
19 JAN 2023

É já esta sexta-feira, pelas 19 horas, que arranca a 13.ª da Taça Federação Betclic. Sportiva AZORISHOTELS e Quinta dos Lombos medem forças no Pavilhão Desportivo dos Lombos em busca de um lugar nas meias-finais.

A FPB falou com Eva Carregosa, das açorianas, e Inês Faustino, das lisboetas, sobre o embate de dia 20, que tem transmissão na FPBtv e entrada livre ao público.

“Está a ser uma temporada interessante, com muitos jogos disputados e bastante equilíbrio. Penso que até agora o balanço é positivo embora tenhamos em mente que somos capazes de ainda mais”, explica Eva Carregosa.

A internacional jovem por Portugal considera que a equipa chega a esta competição “numa fase crescente” e acrescenta: “Acho que esta competição pode dar-nos mais alguma confiança para continuarmos este processo”.

Pela frente o Sportiva tem a equipa “da casa”, a Quinda dos Lombos, uma das poucas equipas que conseguiu vencer o emblema insular. “Sabemos que vai ser uma equipa dura, física e forte nas tabelas. O jogo cá ficou por um ponto por isso espero um jogo muito competitivo e equilibrado, com bom basquetebol de parte a parte”, atenta.

“Não podemos permitir segundas bolas e temos de estar focadas no nosso jogo”, conclui.

Já na equipa da Quinta dos Lombos, que recebe no seu pavilhão dois jogos dos quartos-de-final, bem como as meias-finais e a final, Inês Faustino considera que a equipa chega a esta competição no melhor momento da temporada.

“Passámos uma fase de lesões e mudança de estrangeiras que fez com que demorássemos mais tempo a encontrar estabilidade. Neste momento estamos numa fase boa, em que temos conseguido ser mais consistentes, tanto ofensiva como defensivamente, e em que se nota que as dinâmicas de equipa estão mais assimiladas”, explica.

A experiente base das lisboetas relembra a vitória no último encontro disputado entre as duas formações e elabora: “O jogo que fizemos nos Açores foi muito competitivo e ganhámos pela diferença mínima. Esperamos o mesmo na sexta. O Sportiva tem um plantel alto, o que torna o ressalto um dos seus pontos fortes. Por outro lado, tem boas atiradoras exteriores a quem temos de ter atenção”.

“Acima de tudo, temos de ser consistentes ao longo dos 40 minutos. Queremos controlar os ritmos de jogo e as tabelas, ser intensas e explorar as nossas vantagens”, assevera Faustino. “Sabemos que vai ser uma competição dura, mas estamos motivadas e focadas no nosso objetivo”.

Competições
19 JAN 2023

Mais Notícias