União Sportiva recebe Benfica em encontro decisivo

Raquel Laneiro e Marta Martins abordam segundo encontro da final da Liga Skoiy

Imagem de Destaque 1

O Pavilhão Desportivo Sidónio Serpa, em Ponta Delgada, vai receber o segundo jogo da final da Liga Skoiy.

Marcado para sábado, pelas 14 horas, União Sportiva e SL Benfica encontram-se numa partida que vai ter transmissão n’ABolaTV e FPBtv. Raquel Laneiro, base das insulares, e Marta Martins, atleta do conjunto lisboeta, anteveem o encontro.

“Este será o jogo mais importante da nossa época”, afirma Laneiro. Tal como aconteceu na meia-final frente ao Vitória SC, o União Sportiva entra para o segundo embate com a obrigatoriedade de vencer para manter viva a eliminatória. “Não sinto a equipa nervosa, mas estamos um pouco ansiosas para jogar e mudarmos o rumo dos acontecimentos em nossa casa”, confessa.

Após o desaire no primeiro encontro por 91-72, a internacional lusa mostra que a equipa sabe o que correu mal e o que tem que fazer: “Nas meias-finais também tivemos nesta posição e conseguimos dar a volta à eliminatória, com muito querer e ambição. No primeiro jogo não conseguimos colocar em prática o plano de jogo definido, além de não entrarmos bem, especialmente durante a primeira parte, não conseguimos dar fluidez ao nosso jogo”, explica.

“Sabemos que se colocarmos em campo o nosso melhor, se estivermos focadas e unidas, temos possibilidades de vencer o segundo jogo e deixar tudo em aberto para a negra. É para isso que vamos lutar e iremos dar tudo”, antevê a base portuguesa de 20 anos.

Após a vitória no Pavilhão Fidelidade, o SL Benfica pode levantar o título no sábado em caso de vitória, mas Marta Martins, base “encarnada”, relembra que vai ser preciso manter a concentração: “É importante estarmos focadas nos detalhes e executarmos o nosso plano de jogo. Depois vai passar muito por aquilo que não é palpável: raça, querer e ambição, imagem do Benfica e desta equipa”.

“A jogar em casa e em desvantagem, o União Sportiva vai, sem dúvida, colocar tudo em campo e, por isso, temos de ser capazes de tentar anular os seus pontos fortes, sempre cientes da qualidade dos mesmos”, vaticina a atleta de 19 anos que representa as “águias” desde 2017.

Abordando o encontro, Marta Martins não espera um resultado tão desequilibrado e relembra a importância do momento: “Tal como se viu nos jogos anteriores (pautados pelo equilíbrio), a diferença pontual do jogo 1 não reflete o nível da equipa do Sportiva. É a final da Liga Skoiy, lugar onde todas as equipas ambicionam estar”, conclui.

7 MAI 2021

Mais Notícias