Artigos da Federaçãooo

Portugal falhou 3ª vitória consecutiva

Na derrota por 76-80, em Cixi, frente Zhejiang Chouzhou Bank, a equipa nacional acusou um pouco o desgaste das sucessivas viagens, que ao mesmo tempo condicionam a possibilidade de a equipa comandada por Mário Palma treinar. A seleção volta a jogar no próximo dia 2 de setembro, frente ao Guandong, em Zhongshan.

 

O triunfo da equipa da equipa chinesa assentou na maior eficácia nos lançamentos de 3 pontos, perante um conjunto português que se viu obrigado a ter que correr atrás do prejuízo desde o quarto inicial (15-22). O segundo período foi mais equilibrado, Portugal venceu pela diferença mínima (15-14), mas isso não impediu que os chineses tivessem ido para o intervalo na frente do marcador (36-30).

 

O descanso não provocou grandes alterações no rumo do encontro, tendo inclusive sido a equipa da casa a mostrar-se mais forte no reatamento do jogo (21-19). Apesar do derradeiro quarto ter sido o mais produtivo do ataque nacional (27 pontos), a defesa não foi a ideal. Portugal conseguiu encurtar distâncias mas não foi capaz de consumar a reviravolta no resultado.

 

Parciais: 22-15; 14-15; 21-19 e 23-27

 

Marcadores:

José Silva—16

Stefan Djukic—2

Nuno Oliveira—4

Miguel Queiroz—5

João Guerreiro—2

João Balseiro—11

Pedro Pinto—18

Tomás Barroso—6

Cláudio Fonseca—12


“I Fórum do Desporto”

O papel do desporto foi o grande tema deste Forum que para além do conceituado técnico italiano, contou com um excelente grupo de preletores, Dr Raul Pacheco, Dr Rui Santos, João Ribeiro e San Payo Araújo.

 

O objetivo principal deste evento era a formação formal dos agentes desportivos não praticantes, nomeadamente Treinadores e Dirigentes, formação obrigatória e assídua tendo em conta as novas exigências do estado português no que diz respeito aos responsáveis técnicos para o desporto. A formação é uma parceria entre a Associação de Basquetebol e a Associação de Andebol da ilha de Santa Maria

 

A formação para além da formação especifica para uma modalidade, teve ainda a aliciante da vertente do “Tronco Comum” direcionada para todos os agentes desportivos de todas as modalidades e interessados nas temáticas, como seja a presença do Dr. Raul Pacheco, médico especialista em Medicina Desportiva, bem como o Professor San Payo Araujo que abordou ” O Papel dos Pais no Desporto”.

 

Na área mais especifica, viajaram até aos Açores credenciados palestrantes, como sejam um dos nomes mais cotados da Federação Italiana de Basquetebol na área do Mini Basquetebol, Professor Maurizio Moldoni. “A Especialização de Atletas” – Maurizio Mondoni “A pedagogia no Desporto” – João Ribeiro; “O papel do Dirigente” – Rui Santos; San Payo Araújo, presidente do Comité Nacional de Minibasquete, abordou o tema “O Papel dos Pais no Desporto”.


Novo triunfo na China

O bom desempenho da formação portuguesa, sobretudo no capítulo defensivo durante o 3º período, foi decisivo para que os comandados de Mário Palma voltassem a celebrar no final do encontro. O próximo jogo será no dia 31 agosto, em Cixi, frente a outra equipa da CBA, Xhejiang Chouzhou Bank . De referir que  a Seleção está a ser acompanhada neste tour, pelas cheerleaders do CSKA de Moscovo.

 

O espírito de sacrifício demonstrado pela equipa nacional conduziu Portugal à vitória. A formação de Liao Ning tudo fez para vencer neste último embate entre as duas formações, com o apoio do seu público, num pavilhão lotado com capacidade para cerca de 4000 espectadores.

 

O conjunto chinês entrou forte na defesa, a condicionar o sucesso ofensivo do conjunto português. No final do 1º período a equipa da casa comandava o jogo por 22-14, e apesar das melhorias de Portugal nas tarefas defensivas até ao intervalo, a equipa lusa recolheu aos balneários em desvantagem no marcador (31-36).

 

O descanso fez bem à equipa liderada por Mário Palma, já que no recomeço da etapa complementar inverteu por completo o rumo dos acontecimentos. Portugal não só deu a volta ao marcado, como também construiu uma vantagem pontual que lhe dava alguma tranquilidade para abordar o quarto de todas as decisões (52-44).

 

A melhoria da eficácia no tiro exterior, assim como os rápidos os contra-ataques proporcionavam pontos ao ataque português, contrariando simultaneamente a tentativa de aproximação no resultado por parte do conjunto chinês.

 

O coletivo voltou a ser grande arma da equipa nacional, algo bem patente na distribuição de pontos por dez atletas.

 

Parciais:

22-14; 14-17; 8-21 e 21-19

 

Marcadores:

José Silva—10

Stefan Djukic—2

Nuno Oliveira—9

Miguel Queiroz—6

João Guerreiro—6

João Balseiro—7

Pedro Pinto—7

Tomás Barroso—8

Cláudio Fonseca—11

Augusto Sobrinho—5


Portugal obtém 1ª vitória

O próximo encontro realiza-se sexta-feira, em Fuxin.

 

Uma vez mais a equipa portuguesa realizou uma 1ª parte de grande qualidade. De destacar nos primeiros 20 minutos do encontro, o excelente trabalho defensivo da equipa, que apenas sofreu 6 pontos durante o 2° período.

 

Este bom desempenho defensivo permitiu à Seleção rápidos contra-ataques, que conjugados com a boa percentagem de tiro exterior, baralhou por completo a defesa da equipa chinesa. Ao intervalo, a formação lusa vencia por uns confortáveis 51-22, dispondo de uma cómoda almofada pontual para gerir no segundo tempo.

 

Na 2ªparte, os comandados de Mário Palma, com grande espírito de sacrifício, contiveram a tentativa de recuperação da equipa adversária. Um objetivo apenas conseguido no derradeiro período, já que no recomeço da etapa complementar o conjunto chinês conseguiu encurtar distâncias, reduzindo para 20 os pontos que separavam as duas equipas (65-45).

 

Consciente que jogava perante uma arbitragem da casa, Portugal estabilizou nos últimos 10 minutos, uma serenidade conseguida em grande parte pela manutenção da boa percentagem de tiro exterior, bem como recuperou parte da agressividade defensiva demonstrada na 1ª parte. De referir ainda o excelente jogo do coletivo nacional.

 

Parciais:

16-24; 6-27; 23-14 e 17-19

 

Marcadores:

José Silva— 23

Miguel Queiroz— 11

João Guerreiro— 5

Balseiro — 15

Pedro Pinto — 7

Pedro Belo— 9

Cláudio Fonseca— 5

Augusto Sobrinho— 9

 

O próximo jogo, e último com a equipa Liaoning, será no dia 28, pelas 19.30 horas, em Fuxin.


«Uma sensação única»

O segredo do sucesso da equipa, acrescenta, esteve na união, no espírito competitivo e, claro, no apoio do público.

 

Portugal partiu para este Europeu com o objetivo claro de manter-se na Divisão A, embora Ana Ramos confesse que existia a ambição “de integrar as oito melhores equipas na competição”.

 

Numa prova tão competitiva, momentos há que marcam o desfecho e o destino de uma seleção. A base portuguesa não tem dúvidas que a reviravolta no jogo frente às croatas marcou um ponto de viragem na participação de Portugal. “O jogo com a Croácia foi um momento marcante no caminho até à final. Depois de estarmos a perder por muitos pontos conseguimos vencer pela diferença mínima”.

 

Só um grupo muito especial, tendo em conta algumas desvantagens físicas, seria capaz de chegar a uma final do campeonato da europa da divisão A. “Ser uma equipa unida, bem treinada e com espírito competitivo. Todas queríamos fazer mais e cada vez melhor.” Foram estes os principais argumentos enumerados por Ana Ramos como tendo sido a base do sucesso de Portugal.

 

Mas antes da bonança há que ultrapassar a tempestade, e ao longo desta caminhada Portugal teve momentos mais complicados. “As dificuldades que fomos encontrando, fomos superando naturalmente. O momento mais difícil foi ao intervalo do jogo da Croácia, porque estávamos obrigadas a vencer.”

 

Nenhum dos intervenientes deste Europeu ficou imune ao carinho e ao apoio concedido pelos adeptos, nos bons e nos maus momentos. “O apoio do público foi fundamental para esta conquista. Foi espetacular termos milhares de pessoas a gritar por Portugal e a apoiar-nos. Uma sensação única.”

 

O crescimento de Portugal durante a competição não fez com que a equipa “fosse temida”, mas conquistaram o respeito dos outros adversários. E também acho que sentiram a pressão do público.”

 

 

Chegar à final foi o concretizar de um sonho, já que era quase impensável que Portugal pudesse ser capaz de discutir o titulo de campeão da europa. “Sentimo-nos realizadas, independentemente do resultado, já tínhamos superado qualquer expectativa.”

 

Ana Ramos acabou por integrar o cinco ideal de um Campeonato da Europa da Divisão A, caso para dizer que depois do sucesso coletivo, as distinções individuais abrilhantaram ainda mais o desempenho da formação lusa neste inesquecível europeu. “Foi uma sensação única estar nas cinco melhores da Europa. Não há palavras para descrever aquilo que senti quando ouvi o meu nome.”


«União transformou-se em garra»

Beatriz, que acabou por ser eleita para o cinco ideal da prova, conta nesta entrevista, que pode consultar nos anexos desta noticia, o que as jogadoras sentiram, como jogaram, como encararam as adversárias e, acima de tudo, como foram empurradas pelo público nas bancadas.


Curso de Treinadores Grau II – 2015

O curso decorre na Cidade da  Covilhã, até ao dia 4 de setembro, nas instalações da Universidade Beira Interior – departamento de Ciências do Desporto. Para o sucesso do mesmo registamos  a colaboração e apoio da Associção de Basquetebol de Castelo Branco, dos serviços sociais da UBI e dos serviços do Departamento de Ciências do Desporto

 
No curso estão presentes 30 formandos que se candidatam a treinadores de grau II e mais dois treinadores que solicitaram nova frequência para atualização de conhecimentos.
 
O diretor de curso é o diretor Nacional de curso de grau II –  José Tavares Silva;
Formadores residentes: Treinadores Ricardo Vasconcelos e Rui Alves.
O secretário do curso o DTR da ABCB Nuno Oliveira.
Para além destes formadores  estarão presentes os seguintes formadores: Paulo Malico, Francisco Gradeço, Marco Oliveira, Guilherme Barreto, Jaime Torre e José Oliveira.

«Público foi decisivo»

As expetativas passavam por tentar garantir a permanência na Divisão A e melhorar jogo a jogo, de modo a dar uma boa imagem do nosso basquetebol. Nas acabaram por chegar à final…

 

Para chegar até à final, Portugal teve que superar inúmeros obstáculos, mas Agostinho Pinto aponta um como tendo sido decisivo para a caminhada vitoriosa da seleção portuguesa. “O jogo da Croácia foi decisivo. Estávamos a perder por 14 pontos, já na segunda parte, e conseguimos dar a volta ao resultado. Com alguma felicidade, é certo, e com o apoio do publico que foi qualquer coisa de fantástico.”

 

Jogar perante milhares de pessoas, é algo que treinador e jogadoras não estão habituados. O técnico não tem dúvidas que o apoio dos adeptos portugueses foi decisivo no trajeto vitorioso da equipa nacional. “Este público é qualquer coisa de maravilhoso. Sem eles era impossível chegar onde chegámos. É uma sensação única, não existem palavras para descrever. Ao ouvir o hino com 5000 mil pessoas a entoar A Portuguesa, as lágrimas já estavam nos olhos, depois no último minuto, com a final já perdida, tudo de pé a cantar o hino, será certamente um momento que ficará para sempre na minha memória.”

 

Para atingir este enorme sucesso, o técnico nacional destaca a qualidade do treino que antecedeu esta competição, bem como algumas qualidades que fizeram desta equipa um adversário complicado de ultrapassar. “O trabalho que foi feito durante os estágios, jogos de qualidade de preparação. Forte união de grupo, alma, atitude, humildade e acreditar que era possível.”

 

Isto sem esquecer o papel desempenhado por outras pessoas que de uma forma direta ou indireta, contribuíram para que as atletas se conseguissem superar em todos os jogos. “E Mary Andrade, Mário Gomes e Ricardo Vasconcelos. O apoio do público foi decisivo.”

 

Mas nem tudo foram rosas durante a preparação e a prova. Algumas atletas ficaram pelo caminho, mas obviamente que a este êxito também é fruto do trabalho delas. “Praticamente correu quase tudo bem. Tivemos uma fase no estágio que, devido à carga de trabalho e as atletas não saberem quais as duas que seriam dispensadas, o grupo e andou durante uma fase em baixo.”

 

Já durante o Europeu, Portugal teve períodos complicados, “principalmente depois dos jogos frente à Itália e Turquia.”

 

Portugal não partia no lote dos favoritos para chegar ao pódio, muito menos chegar à grande final. E para que isso acontecesse Agostinho Pinto aponta alguns capítulos do jogo em que a equipa nacional teve que se superar para poder ser competitiva diante de adversários com maiores argumentos. “ Capacidade para jogar com ritmos de jogo elevados, defesas pressionantes, luta nas tabelas. Conhecimento do jogo. Mentalidade ganhadora, acreditar.”

 

Depois do enorme feito alcançado pela Seleção Nacional Sub-16 feminina, Agostinho Pinto diz-se “orgulhoso de representar o nosso país”, e de ter contribuído para o concretizar de “um sonho”, que nem ele próprio tem a certeza “se algum dia terá sido tão ambicioso”.


Clinic dos 75 anos do Sangalhos Desporto Clube

Carlos Gouveia, José Ricardo, Francisco Gradeço, Mário Silva, Goran Nogic e Aniceto Carmo constituem o excelente quadro de preletores. Para os interessados as informações necessárias estão no cartaz anexo.


Apresentação da formação

A apresentação da formação do N.B. Queluz está marcada para a próxima segunda-feira, dia 31 de Agosto, pelas 19h30, e contará com a presença de todos os atletas e treinadores do clube.

 

QUADRO DE TREINADORES

Seniores: Paulo Correia

Coordenação da Formação: Pedro Castro

Coordenação da Iniciação: Fernando Lemos

Mini 8 M/F: André Peralta (nível I – estagiário)

Mini 10M: Marcus Rita (nível I) / João Dias

Mini 12M: Paulo Reimão (nível I) / Tiago Rebelo

Mini 10/12F: Fernando Peixoto (nível I) / Francisco Almeida (nível I – estagiário)

Sub13M: Gonçalo Faneco (nível I), Marcus Rita (nível I)

Sub14M(B): Paulo Reimão (nível I)

Sub14M: Fernando Lemos (nível II)

Sub15M/16M(B): Ricardo Nobre (nível II) / Pedro Castro (nível II)

Sub16M: Luís Seixas (nível II)

Sub18M: Gonçalo Marques (nível II)

Sub19F: Ricardo Reis (nível II)


Regresso ao trabalho

 

 

Depois de uma época de grande sucesso desportivo; conquista do Campeonato Regional de Sub14, presença em duas Fases Finais dos Campeonatos Nacionais de Sub14 e Sub16 marcado pela conquista do título vice-campeão nacional e subida da equipa sénior ao Campeonato Nacional da Proliga, o basquetebol do Futebol Clube Barreirense parte para a nova época desportiva com a ilusão e a ambição que ao longo dos anos têm afirmado o principal emblema do Barreiro como umas das grandes referências do basquetebol nacional.

 

Neste arranque de uma nova época desportiva o Futebol Clube Barreirense convida todos os jovens Barreirenses a deslocarem-se ao Ginásio Sede e a participarem nos treinos das suas equipas de Formação.

 

Para mais informações os interessados deverão consultar a informação disponível na Sede e na página oficial do Facebook do Clube.


Basket Summer Camp 2016

Este projeto tem sido um sucesso e uma ótima forma de divulgar o basquetebol na região.

 

Caracterização do Projeto:

 

Nome: Basket Summer Camp 2016

 

Entidade Organizadora: Associação Desportiva e Cultural da Escola Diogo Cão (A Associação Desportiva e Cultural da Escola Preparatória Diogo Cão (ADCEPDC) é uma associação desportiva e cultural fundada em 22-02-1991. Os seus fins são a formação e preparação dos atletas, através do treino diário e o contributo para a formação integral do jovem através do Desporto).

 

Local: Vila Real

 

 

Nº Participantes: 100

 

Equipa Técnica (Diretor Técnico, Monitores e ajudantes): 20

 

Site: http://dcvilareal.pt/?pagina=Noticia&id=174

 

Facebook: https://www.facebook.com/AdceDiogoCaoBasquetebol/

 


Noticias da Federação (Custom)

“Foi um jogo muito competitivo e o benfica levou a melhor”

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Aliquam iaculis blandit magna, scelerisque ultricies nisi luctus at. Fusce aliquam laoreet ante, suscipit ullamcorper nisl efficitur id. Quisque id ornare est. Nulla eu arcu neque. Sed ornare ex quis pellentesque tempor. Aenean urna enim, commodo ut nunc sit amet, auctor faucibus enim. Nullam vitae felis ipsum. Etiam molestie non enim quis tincidunt. Pellentesque dictum, nulla id ultricies placerat, neque odio posuere orci, quis vestibulum justo odio ut est. Nullam viverra a magna eu tempor. Nullam sit amet pellentesque magna. Vestibulum vel fermentum turpis, nec rhoncus ipsum. Ut et lobortis felis, sed pellentesque dolor. Nam ut porttitor tellus, ac lobortis est. Fusce vitae nisl vitae ante malesuada venenatis. Sed efficitur, tellus vel semper luctus, augue erat suscipit nunc, id hendrerit orci dui ac justo.

Pellentesque eleifend efficitur orci, et pulvinar dui tempus lobortis. Proin accumsan tempus congue. Cras consectetur purus et lacinia rhoncus. Ut eu libero eget quam semper malesuada. Aliquam viverra vulputate tempor. Sed ac mattis libero, a posuere ligula. Quisque tellus dui, placerat vel ex in, fringilla fringilla tellus. Aliquam erat volutpat. Aenean convallis quis eros vel ornare. Aliquam et lorem vestibulum, posuere quam ac, iaculis arcu. Fusce feugiat blandit mattis.

Legenda

Praesent sed metus euismod, varius velit eu, malesuada nisi. Aliquam aliquet quam tempor orci viverra fermentum. Sed in felis quis tortor accumsan vestibulum. Aliquam erat volutpat. Maecenas pretium sem id enim blandit pulvinar. Pellentesque et velit id arcu feugiat hendrerit ac a odio. Sed eget maximus erat. Phasellus turpis ligula, egestas non odio in, porta tempus urna. Fusce non enim efficitur, vulputate velit in, facilisis metus.

Nulla sagittis risus quis elit porttitor ullamcorper. Ut et dolor erat. Ut at faucibus nibh. Cras nec mauris vitae mauris tincidunt viverra. Donec a pharetra lectus, vitae scelerisque ligula. Integer eu accumsan libero, id sollicitudin lectus. Morbi at sem tincidunt augue ullamcorper tristique. In sed justo purus. Aenean vehicula quam quis pellentesque hendrerit. Fusce mattis mauris lorem, in suscipit diam pretium in. Phasellus eget porttitor mauris. Integer iaculis justo ut commodo eleifend. In quis vehicula nisi, non semper mauris. Vivamus placerat, arcu et maximus vestibulum, urna massa pellentesque lorem, ut pharetra sem mauris id mauris. Vivamus et neque mattis, volutpat tortor id, efficitur elit. In nec vehicula magna.

Miguel Maria

“Donec Aliquam sem eget tempus elementum.”

Morbi in auctor velit. Etiam nisi nunc, eleifend quis lobortis nec, efficitur eget leo. Aliquam erat volutpat. Curabitur vulputate odio lacus, ut suscipit lectus vestibulum ac. Sed purus orci, tempor id bibendum vel, laoreet fringilla eros. In aliquet, diam id lobortis tempus, dolor urna cursus est, in semper velit nibh eu felis. Suspendisse potenti. Pellentesque ipsum magna, rutrum id leo fringilla, maximus consectetur urna. Cras in vehicula tortor. Vivamus varius metus ac nibh semper fermentum. Nam turpis augue, luctus in est vel, lobortis tempor magna.

Ut rutrum faucibus purus ut vehicula. Vestibulum fermentum sapien elit, id bibendum tortor tincidunt non. Nullam id odio diam. Pellentesque vitae tincidunt tortor, a egestas ipsum. Proin congue, mi at ultrices tincidunt, dui felis dictum dui, at mattis velit leo ut lorem. Morbi metus nibh, tincidunt id risus at, dapibus pulvinar tellus. Integer tincidunt sodales congue. Ut sit amet rhoncus sapien, a malesuada arcu. Ut luctus euismod sagittis. Sed diam augue, sollicitudin in dolor sit amet, egestas volutpat ipsum.