Benfica e GDESSA medem forças na final da Taça Vítor Hugo

Acesso à final joga-se esta tarde

Imagem de Destaque 1 Imagem de Destaque 2 Imagem de Destaque 3 Imagem de Destaque 4 Imagem de Destaque 5 Imagem de Destaque 6
Competições
24 SET 2022

A Taça Vítor Hugo não abranda e já são conhecidos os emparelhamentos que ditarão a classificação final da prova.

SL Benfica e GDESSA Barreiro voltam a enfrentar-se numa final, marcada para domingo, pelas 15 horas, com transmissão n’ABOLAtv e FPBtv, enquanto CDE Francisco Franco/HPM, Sportiva AZORISHOTELS, Quinta dos Lombos, CAB Madeira, Galitos Cl. Dr. Semblano, Imortal LUZiGÁS, AD Vagos, CPN Imopartner, Olivais ABTF Betão e Esgueira Trivglass procuram a melhor classificação entre o 3.º e 12.º lugar.

Meias-finais

CDE Francisco Franco/Hosp. Part. Madeira 22-41 SL Benfica

A equipa madeirense entrou melhor na partida e liderou durante grande parte do primeiro tempo, mas não conseguiu conter a reação “encarnada” que cresceu com o aproximar do intervalo. Concluídos os primeiros 12 minutos, o SL Benfica vencia por 23-16. A segunda parte viu a equipa liderada por Eugénio Rodrigues manter a intensidade e dilatar a vantagem até final, vencendo por 41-22. As “águias” são o primeiro finalista da Taça Vítor Hugo, competição que venceram em 2019.

Marta Martins (12pts, 4res, 2rb), foi a atiradora de serviço das “encarnadas” ao acabar como a melhor marcadora da partida. Na formação insular,  Akila Smith (7pts, 3res, 1ast, 1rb) foi a grande figura.

Sportiva AZORISHOTELS 35-44 GDESSA Barreiro

Após um primeiro tempo equilibrado com velocidade de ambos os lados, a formação açoriana esteve sempre na frente, mas permitiu que o GDESSA reduzisse a diferença à saída para o intervalo (20-18). O conjunto do Barreiro voltou do descanso com outra intensidade e passou para a dianteira nos instantes iniciais do segundo tempo.

A correr atrás do resultado, o Sportiva mostrava dificuldades ofensivas e defensivas, aproveitadas pelo seu adversário para cavar um fosso que chegou a ser de 34-23. No final foram as comandadas de André Martins que festejaram a vitória por 44-35 e estão na final da Taça Vítor Hugo contra o SL Benfica.

Krystal Freeman (21pts, 12res, 2ast) e Erykah Russell (12pts, 5res, 1ast, 1dl) lideraram as vencedoras, enquanto Alyesha Lovett (9pts, 5res, 2ast, 1dl) esteve em bom plano no Sportiva.

5.º ao 8.º lugar

Quinta dos Lombos 47-33 CAB Madeira 

Num encontro pautado pelo equilíbrio, o primeiro tempo viu o CAB Madeira liderar durante grande parte do tempo, mas sem conseguir ultrapassar os sete pontos de vantagem. A Quinta dos Lombos começou a crescer com o aproximar do intervalo e conseguiu passar para a frente (19-17) a poucos instantes do intervalo. A reviravolta não afetou as comandadas Fátima Silva, que aumentaram a intensidade no segundo tempo e fugiram com o triunfo por 47-33.

Anaya Mcdavid (14pts, 7res, 2ast) e Paige Cannon (10pts, 9res, 2ast, 1dl) foram as mais certeiras na equipa madeirense, enquanto Inês Faustino (7pts, 2res, 2ast) se destacou nas lisboetas.

Imortal Tcars 44-30 AD Vagos

Mais uma partida que começou equilibrada. O Imortal Tcars entrou melhor e esteve sempre na liderança apesar das investidas da AD Vagos, que chegou à igualdade em três ocasiões. Ao intervalo o marcador assinalava 16-15 favorável às algarvias, mas a diferença aumentou ao longo da segunda parte graças a um parcial de 28-15 nos últimos 12 minutos. A formação de Albufeira mostrou-se mais forte em todas as categorias estatísticas e venceu por 44-30.

Nas algarvias, Rosinha Rosário (16pts, 9res, 3ast, 1rb) e Joana Ramos (12pts, 5res, 2ast) estiveram em evidência. A AD Vagos viu Mariana Pires (9pts, 2res, 1ast) terminar como a sua melhor marcadora.

9.º ao 12.º lugar

Galitos Cl. Dr. Semblano – CPN Imopartner

O conjunto de Aveiro esteve na dianteira desde o início da partida e chegou a liderar por 12 pontos antes da reação do CPN na parte final da primeira parte. Não obstante, ao intervalo o marcador assinalava 21-16 para a equipa do Galitos, que continuou na frente do resultado durante todo o segundo tempo. Apesar da reação das visitantes, que se aproximaram e entraram na discussão do resultado, a vitória sorriu ao Galitos, por 39-38.

Mariana Oliveira (7pts, 6res, 1ast, 1rb) foi a principal referência das vencedoras, enquanto Ana Pinheiro (12pts, 5res, 2rb) assumiu esse papel no CPN.

Olivais ABTF Betão 31-43 Esgueira Trivglass

O Esgueira Trivglass somou nova vitória na Taça Vítor Hugo ao bater o Olivais ABTF Betão. O conjunto de Aveiro não entrou da melhor forma e viu o seu adversário liderar durante grande parte dos primeiros 12 minutos, mas ao intervalo o marcador assinalava um empate a 22. Na segunda parte as visitantes aumentaram a intensidade e conseguiram abrir um “fosso” que foi fundamental para o triunfo final por 43-31.

Vashti Nwagbaraocha (15pts, 9res, 1rb) e Ana Raimundo (11pts, 3res, 3ast, 1dl) voltaram a ser as figuras do Esgueira. No Olivais, Karissa Kajorinne (13pts, 2ast, 1rb) voltou a ser a melhor marcadora.

 

 

Competições
24 SET 2022

Mais Notícias