Seleção nacional quer aumentar a intensidade no encontro com Montenegro

Na antecâmara do jogo com o Montenegro a FPBtv falou com Mário Gomes, José Barbosa e os estreantes Francisco Amiel e Daniel Relvão

Imagem de Destaque 1
Seleções
28 NOV 2021

A seleção nacional de seniores regressa à ação esta segunda-feira, 29 de novembro, na 2.ª jornada da qualificação para o Mundial FIBA 2023. A equipa das quinas não conseguiu vencer a Hungria no jogo que marcou o arranque deste apuramento, mas pretende dar a volta por cima e sair de Montenegro com um resultado positivo. Na antevisão do jogo, a FPBtv ouviu Mário Gomes, José Barbosa e os estreantes Francisco Amiel e Daniel Relvão.

Para o selecionador nacional, Mário Gomes, o aspeto defensivo e a intensidade no jogo desta segunda-feira, são fundamentais: “Há três aspetos em que temos de estar sempre bem: a defesa, a luta dos ressaltos e o número de turnovers que cometemos. Essas chaves são fundamentais para ganharmos qualquer jogo e podermos competir e vencer aqui amanhã em Montenegro. Temos de ter mais energia, mais intensidade e dureza na defesa. Além disso temos de preservar a nossa capacidade de ressalto, algo em que estivemos bem contra a Hungria, assim como o controlo das nossas posses de bola”, apontou o técnico luso.

Já o experiente José Barbosa, reitera as palavras do selecionador nacional: “Temos de tentar igualar a intensidade dos nossos adversários, sobretudo tratando-se de um apuramento para o Mundial temos de igualar ou até superar essa intensidade, isso vai-se refletir na defesa. No ataque as coisas vão saindo aos poucos, mas defensivamente temos de melhorar. Acima de tudo, e de pequenos erros que temos de corrigir, esse será o principal fator a ter em conta”, explicou.

Francisco Amiel, que já se estreou contra a Hungria, mas integrou pela primeira vez um estágio da seleção nacional sénior, mostrou-se feliz pela oportunidade de integrar o grupo de trabalho: “Têm sido dias ótimos, é um grupo incrível, que me integrou muito bem. É um grupo de trabalho já formado, que tem obtido bons resultados e da minha parte tento ajudar dentro daquilo que me for pedido. Montenegro tem uma seleção muito dura, já o era quando os defrontamos nos escalões de formação e, portanto, temos de ter essa intensidade para podermos competir”, afirmou o jovem base.

Daniel Relvão, que ainda não conta com jogos oficiais pela equipa das quinas, não deixou de esconder a satisfação de se poder vir a estrear com as cores da seleção nacional: “Vai ser o meu primeiro jogo oficial, depois de problemas físicos que fui tendo, mas vai ser um bom jogo para começar de novo. Tivemos uma viagem longa, bastante dura, mas acredito que estamos prontos”, concluiu.

A partida conta com transmissão em direto na RTP2, a partir das 17h30.

Seleções
28 NOV 2021

Mais Notícias